conto

Escolhas

CONTO Por Luiza Machado   As horas parecem caminhar mais rápido à noite. Vagam pelos minutos, vagam espaços para pensamentos que não queria ter. Absolutamente mais gelada que o dia, a madrugada se parecia um verdadeiro congelador, enquanto os dedos,…

Metafísica – Invasão noturna

Passei a noite percebendo a presença de uma mulher com cabelos molhados ao meu lado, culta e bonita, quente e gentil. Tudo nela era belo… sua pele, cor, seus gestos contidos e elegantes. Exalava uma vida sem complicações. Uma alegria…

Mulheres

CONTO     Por Valéria Soares     Dezenas de pessoas sentadas na pedra com olhos atentos diante do mar. E ela só. Alguns têm binóculos e parafernálias tantas riem conversam têm os olhos atentos na linda tarde desenhada. Impossível…

Anonimato

CONTO     Por Valéria Soares       A porta entreaberta deixa entrar a luz da rua. Bem-vindo escrito em verde no tapete. O cinzeiro repleto de ansiedade manchada de vermelho. Sobre a poltrona a bolsa branca de verniz…

Memórias

CONTO     Por Luiza Machado     Meu celular tem uma função chamada “memórias”. Eventualmente ele coloca fotos antigas na minha tela inicial. A intenção é boa mas, frequentemente, o resultado é desagradável. Assim como algumas fotos de quem…

Desencontros III

CONTO     Por Valéria Soares     A Traição   – Traidor! Isso é o que ele é! – Calma. -Calma?! Como? Por quê? Nós sempre estivemos juntos. E a nossa viagem? E o nosso pacto? Ele quebrou! Ele…

Desencontros II

CONTO     Por Valéria Soares     Primeiro dia de aula. Sente-se desconfortável. Não conhece ninguém. Repara nas meninas da turma, vê se tem alguma gatinha pra azarar. Procura pelo fundo da sala. Percebe que todos se conhecem. Definitivamente…

Como brotos de bambu

CONTO     Por C. Alfredo Soares     Meu picolé favorito era de groselha. O mais doce entre todos. Tinha o de biscoito, amendoim, limão, mini saia, o tradicional de coco, mas o de groselha era como tomar mel…

Argumento de burro

O burro estava preso, como sempre, no fundo do quintal. Tinha dias que nem solto era. Ficava só na água e no capim. A carroça içada pelo peso da caçamba não era usada para levar nada pra ninguém. O tempo era…

Caminhos

CONTO     Por Luiza Machado     Hoje eu sei que não é com todo mundo que as despedidas são mais longas. Que a saudade bate mais rápido. Que um “tô indo praí” trás tanta felicidade. Que uma conversa…

1 2 3 6