Alfredo Soares

Jornalista, radialista, escritor. Teresopolitano radicalizado em Campos/RJ. Instagram: alfredosoares49

Ser encantado

POEMA Por C. Alfredo Soares   Encantado Compreendo-te Encantado Fico a observar Sua alegria e bondade Seu carinho e seu sorriso Sabedoria empírica Sem palavras que possam resvalar Encantado Encanta até emocionar Como um erê num outro lugar Diferente e…

UBUNTU

POEMA Por C. Alfredo Soares   Sinto a rumba Run pi lê O candomblé O sei lá o quê Sinto e danço Tranço os pés Retorço o corpo Vibro como uma cascavel Viro os olhos Bebo do meu sangue Gargalho…

Amigos pra sempre

CONTO Por C. Alfredo Soares   De bicicleta desço a ladeira Mão firme no guidão Medo nem por perto passa Desço pedalando e sem freio Comigo Antonio Luiz, Serginho, Marcelo e Eduardo Não havia disputa Só a liberdade bastava Moleques…

Um pedaço da história negra encalhada na praia

ARTIGO Por Alfredo Soares   Nessa semana, na terça-feira, estive na praia de Manguinhos (340 km da capital) em São Francisco de Itabapoana, norte do Estado Rio de Janeiro e pude sentir a emoção de ter contato direto com meus…

Poema definitivo

POEMA Por C. Alfredo Soares   Queria escrever um poema definitivo Aquele que despertaria todos os sentidos Que de tão lindo Logo seria compreendido Tentar eu já tentei Me atentar ele já me atentou Mas quando me ponho a escrever…

Outrora Verão

POEMA Por C. Alfredo Soares   Outrora verão Agora outono Palavras caem ao chão Como folhas secas Outrora eu Agora nós Rosas desabrocham no jardim Florescendo sentimentos Outrora não Agora sim Expectativas viram realidade sem explicação Outrora quente Agora frio…

Apenas um homem

POEMA Por C. Alfredo Soares   Um homem negro De pele negra De olhos negros. Tem sangue vermelho nas veias Como qualquer outro homem. Ele caminha sobre duas pernas Quando tem que atravessar a rua, olha para os dois lados…

Primeira infância

CRÔNICA Por C. Alfredo Soares   Minhas lembranças mais tenras remetem ao final dos anos sessenta, inicio dos anos setenta. Lembro do sinal estridente do grupo escolar Campos Sales, onde fiz meus primeiros amigos, convocando as crianças pra cantar o…

Eu gosto assim

POEMA Por C. Alfredo Soares   Gosto gente que gosta de gente, assim como de animais Gente que diz, que faz, que não carrega ressentimentos Que dá bom dia de coração Gente que invade a sala com o balaio cheio…

Gritos

CRÔNICA Por C. Alfredo Soares   Gritos Mãos estendidas Em meio a torrente   Gritos vão E deixam somente o eco As lágrimas secam Depois de tanto derramar   Vamos nos acomodando nos becos Nos brejos, Nos mangues Nos morros…

1 2 3 8