Alfredo Soares

Jornalista, radialista, escritor. Teresopolitano radicalizado em Campos/RJ. Instagram: alfredosoares49

Se meu fusquinha verde falasse

CONTO Por C. Alfredo Soares   Na coletânea de casos da minha adolescência, que venho trazendo aqui, não poderia deixar de falar do fusquinha verde do meu tio Zé Carlos. Zé era, na verdade, nosso irmão mais velho, já que…

Da pelada ao jornalismo

CONTO Por C. Alfredos Soares     Meu sonho de menino era ser jogador de futebol. Levava aquilo tão a sério que disputava torneios infantis e, depois, infanto-juvenis na minha cidade. Tudo começou no campinho de terra batida que tinha…

+ do que 06 rounds

CRÔNICA Por C. Alfredo Soares   O jogo da vida acontece em um campo de flores, espinhos e algumas granadas espalhadas pelo caminho. Nem sempre uma bomba explodirá aos seus pés, na maioria das vezes serão as surpresas inesperadas que,…

Nas Mãos de um tal Bigode

CRÔNICA Por C. Alfredo Soares   Minha faculdade ficava no Rio comprido. Fui estudar lá em 83. Resolvi fazer o vestibular por querer ser jornalista. Tinha adoração pelo rádio e, já antes da faculdade, havia começado a trabalhar no meio…

A parte solta de mim

POEMA Por C. Alfredo Soares   Parte de mim ruma ao infindo. Aquilo que permanece perene e sem fim. Parto meu coração em pedacinhos, feito sementes que brotam ao cair no chão fértil. Parte para o além mar, além do…

Os sonhos e os carneirinhos

POEMA Por C. Alfredo Soares   Meus pés estão aqui Mas a minha cabeça nas nuvens Aproveito pra ver ao fundo um horizonte de possibilidades a se descortinar Suas curvas de possibilidades e suas imbecibilidades Seu perfume e seu odor…

Sorria

CRÔNICA Por C. Alfredo Soares   Tem uma coisa que jamais deveria apagar em nós, capacidade de fazer o outro sorrir e de sorrir com o outro. Isto é tão importante, que beira ao absurdo não considerar isto em meio…

A louça da pia da cozinha

CRÔNICA Por C. Alfredo Soares   Tenho dificuldade de aceitar ver uma pia cheia de panelas e pratos sujos mesmo depois do almoço. Se for pela manhã, aí é pior. Sempre acabo pegando a esponja, o detergente e me pondo…

Primaverar

CRÔNICA Por C. Alfredo Soares   Bem, a primavera voltou, e, com ela, os ipês dando ar da sua graça com suas flores amarelas, que caindo formam um tapete de pétalas pelas ruas, travessas e alamedas da cidade. Cedo acordo…

Bença mãe!

CRÔNICA Por C. Alfredo Soares   Ontem, ao chegar a casa, minha mãe estava me esperando na varanda, sentada numa cadeira. Meu filho abriu o portão, pus o carro pra dentro e fui até ela pedir a benção, como sempre…

1 2 3 4 5 8