Valeria Soares da Silva

poeta e contista, Prof.de Literatura e Língua Portuguesa (UGF) com MBA em Gestão e Empreendedorismo na Educação (UFF) e Gestora Pública em educação.

Olhos nos olhos

POEMA Por Valéria Soares   Seus olhos são naves partidas De um distante planeta levando sonhos levando desejos levando saudades levando confissões mudas…   Seus olhos são naves partidas De um ínfimo desconhecido planeta Levando lágrimas Levando confidências Levando tristezas…

Sincronia‌

CONTO   Por Valéria Soares   As mãos ágeis dão forma a mais uma encomenda. Tecem em lã o desejo de alguém, na velocidade do som. A mulher de metro e meio, se tanto, observa os carros passando a vinte…

Prata da Casa

POEMA   Por Valéria Soares   A preta que quebra Requebra Faz Refaz Rebeca Refavela Outros sons Canta Encanta Inspira Ensina Preta que chega Brilha Ofusca Reparte Sonhos Arregala olhares Preta faceira Com sangue de Sampa Com ginga do Rio…

Mulheres

Nunca fui mulherzinha. Sou experiente, não levo desaforos pra casa. Se gritam comigo, falo mais alto. Se quero alguma coisa, vou atrás. Em criança, chamavam-me de moleca, mulher-macho. Mais que nada! Gosto de homens. Principalmente dos fortes, que sabem segurar…

Teresinha

CRÔNICA Por Valéria Soares A primeira vez doeu muito. Tive vontade de gritar, mas me calei. Senti tanta vergonha! Pensei em me mudar, sair da cidade. O tempo foi passando e como não tinha mesmo pra onde ir, resolvi esquecer.…

Mulheres

CONTO     Por Valéria Soares     Dezenas de pessoas sentadas na pedra com olhos atentos diante do mar. E ela só. Alguns têm binóculos e parafernálias tantas riem conversam têm os olhos atentos na linda tarde desenhada. Impossível…

Anonimato

CONTO     Por Valéria Soares       A porta entreaberta deixa entrar a luz da rua. Bem-vindo escrito em verde no tapete. O cinzeiro repleto de ansiedade manchada de vermelho. Sobre a poltrona a bolsa branca de verniz…

Desencontros III

CONTO     Por Valéria Soares     A Traição   – Traidor! Isso é o que ele é! – Calma. -Calma?! Como? Por quê? Nós sempre estivemos juntos. E a nossa viagem? E o nosso pacto? Ele quebrou! Ele…

Desencontros II

CONTO     Por Valéria Soares     Primeiro dia de aula. Sente-se desconfortável. Não conhece ninguém. Repara nas meninas da turma, vê se tem alguma gatinha pra azarar. Procura pelo fundo da sala. Percebe que todos se conhecem. Definitivamente…

Desencontros I – O Perfume.

Olha ao redor. Verifica se não esqueceu nada. Sai. No coração um misto de tristeza e alívio. Do táxi, vê pela última vez o prédio, a rua, as pessoas com quem se encontra todos os dias. Aos poucos, tudo vai…

1 2 3