Assuntos internacionais

‘Acabamos de legalizar centenas de milhares de imigrantes’

Presidente Lula reforça o exemplo brasileiro de tratamento aos imigrantes em discurso no Conselho de Direitos Humanos da ONU. Ele critica a visão de culpar os imigrantes e pobres pela crise mundial. “Os responsáveis pela crise são os mesmos que por muito tempo sabiam como ensinar a administrar os Estados”, disse.

Centenas de milhares de pessoas fogem de conflito no Paquistão

A Organização das Nações Unidas calcula que pelo menos 360 mil pessoas tenham fugido dos intensos enfrentamentos no noroeste do Paquistão, o que provocou a maior crise de deslocamento da história do país. O Alto Comissariado da ONU para Refugiados prevê que logo haverá um milhão de pessoas deslocadas em nível nacional no Paquistão.

“Estávamos diante dos soldados que jogavam bombas de gás”

A vice-presidente do Parlamento Europeu, Luisa Morgantini, defende a resistência não violenta do povo palestino e de pacifistas israelenses para superar os conflitos na região.*

Marcha Mundial pela Paz é apresentada nas Nações Unidas e recebe apoio de delegados

Conselho chileno leva campanha internacional pela paz e pela não violência para a ONU. Apresentação dos porta-vozes da marcha conquista adesão de delegados e Ongs de diversos países.

Austrália encerrará missão no Iraque em julho

Páis anunciou sua retirada formal do Iraque para o 31 de julho, em uma decisão que tenta acalmar os ânimos diante do anúncio de um maior comprometimento militar no Afeganistão. Como parte da retirada de grande parte de suas tropas do país árabe, Canberra chamará de volta um grupo de soldados que permanece em quartéis distantes das frentes de combate.

Presidenta chilena recebe coordenadores internacionais da Marcha Mundial pela Paz

Michelle Bachelet recebeu no palácio La Moneda o presidente do Mundo sem Guerras, onde reafirmou sua intenção de receber o grupo de participantes que fará o trajeto mundial e chegará em Santiago em dezembro.

Embaixador do Líbano na Argentina defende fim das armas nucleares

Hincham Hamdam (à esq. na foto) assume compromisso de levar propostas da Marcha Mundial pela Paz e pela Não Violência, como a eliminação dos armamentos atômicos e os tratados de não agressão, para os países árabes

Desarmamento nuclear: o primeiro passo para um mundo em paz

Começam a surgir sinais de diversos setores sobre a urgência do desarmamento nuclear, principal objetivo da Marcha Mundial pela Paz e pela Não-violência.

Marcha Mundial pela Paz e Não Violência: uma proposta humanista

A Marcha pretende criar consciência frente à perigosa situação mundial que atravessamos, marcada pela grande probabilidade de conflito nuclear, pelo armamentismo e pela violenta ocupação militar de territórios. É uma proposta de mobilização social sem precedentes, impulsionada pelo Movimento Humanista através de um de seus organismos, o Mundo sem Guerras

Paremos a guerra do Iraque e todas as guerras

O Mundo sem Guerras realizará ações de protesto em diversas cidades e países neste 6º aniversário de uma guerra que nunca deveria ter começado. Protestamos naquele momento e hoje fazemos isso com mais força e autoridade moral, com base em centenas de milhares de mortes que poderiam ter sido evitadas, além do sofrimento de um país inteiro que continua um verdadeiro inferno.

1 56 57 58 59