Reporters Sans Frontières

Freedom of expression and of information will always be the world’s most important freedom. If journalists were not free to report the facts, denounce abuses and alert the public, how would we resist the problem of children-soldiers, defend women’s rights, or preserve our environment? In some countries, torturers stop their atrocious deeds as soon as they are mentioned in the media. In others, corrupt politicians abandon their illegal habits when investigative journalists publish compromising details about their activities. Still elsewhere, massacres are prevented when the international media focuses its attention and cameras on events. Freedom of information is the foundation of any democracy. Yet almost half of the world’s population is still denied it. rsf.org

Um diretor de ràdio morto a tiros: os ataques contra jornalistas em aumento

Repórteres sem Fronteiras condena o assassinato do diretor da Rádio Meridional, Cláudio Moleiro de Souza, em Jaru (Rondônia), a 12 de outubro de 2013. Um de seus colegas, o radialista Alberto Dutra Duran, saiu ferido do atentado. “Repórteres sem Fronteiras…

Um escritor alemão, crítico dos escândalos de vigilância, impedido de voar para os Estados Unidos

Repórteres sem Fronteiras solicita esclarecimentos na sequência da recusa das autoridades migratórias dos Estados Unidos de autorizar o acesso ao seu território de Ilja Trojanow. O jornalista e escritor alemão ficou retido no aeroporto de Salvador da Bahia, a 30…

A herança mediática da Operação Condor

Quarenta anos após o golpe de Estado de 11 de setembro de 1973, as nuvens de poeira de La Moneda ainda assombram as consciências. Para além do sacrifício de Salvador Allende, nas cinzas do palácio presidencial chileno sobrevive o trauma…

O país dos trinta Berlusconi: os desequilíbrios mediáticos do gigante sul-americano

Repórteres sem Fronteiras publica, a 24 de janeiro de 2013, um relatório intitulado “Brasil, o país dos trinta Berlusconi”, que aborda os importantes desequilíbrios e obstáculos que caracterizam o horizonte mediático do gigante sul-americano. O documento se baseia em uma…

Um jornalista brasileiro que ingressou legalmente na Síria detido durante seis dias

Um jornalista brasileiro, arbitrariamente detido pelo exército sírio a 19 de maio, passou 6 dias na prisão, sem contatos com o exterior. Contatado por Repórteres sem Fronteiras, relata os momentos difíceis por que passou. Também na Síria, um jornalista britânico declarou ter sido conduzido pelos rebeldes a uma armadilha para que fossem mortos pelos tiros do exército sírio

Receio de entraves à investigação sobre assassinato de jornalista na fronteira amazónica

A investigação parece paralisada, em Tabatinga(Amazonas), após o assassinato de Vanderlei Canuto Leandro, de 32 anos, jornalista e cronista habitual da estação Radio Frontera. Porém, a vítima já havia denunciado, no passado mês de abril, ameaças relacionadas com suas atividades jornalísticas atribuídas a Samuel Beneguy, prefeito dessa cidade na fronteira com o Peru e aColômbia.

Manifestação popular desafia o oligopólio da mídia no Chile

Há cerca de um ano, ao receber o grupo de trinta e três mineiros que ficaram aprisionados em consequência do desabamento de uma mina no deserto do Atacama, o presidente Sebastián Piñera disse: “Nasce um novo Chile!” .

O país mudou desde então, mas não como esperavam os atuais ocupantes do Palácio La Moneda de Santiago de Chile.

O motivo passional contestado no assassinato a tiros de um jornalista do Mato Grosso

Jornalista político de renome do Mato Grosso e fundador do site Midianews (http://www.midianews.com.br/), Auro Ida, de 53 anos, foi executado com seis tiros, na madrugada de 22 de julho de 2011, em Cuiabá, capital do Estado. Trata-se do quarto profissional da comunicação social assassinado no Brasil desde o início do ano.

Móbil ainda por determinar no assassinato de blogueiro e político do Rio Grande do Norte

Ednaldo Figueira, blogueiro e político, foi encontrado morto a 15 de junho de 2011, em Serra do Mel, no Rio Grande do Norte. Presidente municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), ao qual pertencem a Presidente do país Dilma Rousseff e seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva, a vítima colaborava regularmente no blogue Serra do Mel (http://www.serradomel-rn.com).