POEMA

Por Valéria Soares

 

Pessoas são palavras

(Para Ivan Cardiano – In Memorian)

 

Coragem!

 

Assim lhe fora dito

Assim ouvira

Assim permaneceu:

Corajoso

Para calar quando todos falavam

Para falar diante do silêncio amedrontado

Para crer ainda que motivos não houvesse.

 

Vai!

Sê corajoso tão somente…

Ficando perplexo, sê corajoso.

Traído, sê corajoso

Caluniado, corajoso!

Se o coração pular

Se as pernas vacilarem

Permanece!

 

Tua voz ecoa eternidade

Teu legado é exemplo

Tu foste, Coragem!