POEMA

Por Valéria Soares

 

A manhã é uma varanda

Com monsenhores e dálias

Brincos-de-princesa e beija-flores

Pé de ameixa amarela

Chão vermelho encerado

Homem preto velho pitando cachimbo

Peneira pra catar feijão

Latidos vira-latas

Cheiro de bisavô

E gosto de infância.

Abacateiro

Flor de pêssego

Terra batida no terreiro

Canela ruça no carrinho de rolimã

Papel de seda com cola de arroz Rabiola codornê

Pipa voada pro bota outra

Zumbido de máquina de carpintaria

Sotaques sinucas missa de domingo

Bicicleta bola de futebol queimado

Moranguinho do mato amora

Pera uva maçã salada mista

Vô quebrando pedra

Pai carregando madeira

Coca-Cola família

Almoço de domingo

Frango assado farofa maionese

Pudim de leite

Silvio Santos na tv

Visita de tia

Cheiro de bolo

E Gosto de infância.