O Sistema cairá em breve…em todos os lados

31.01.2020 - Reikiavik - Pressenza Iceland

This post is also available in: Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Alemão, Catalão, Grego

O Sistema cairá em breve…em todos os lados
(Crédito da Imagem: Federico Rotter)

Petur Gudjonsson

Há algum tempo atrás, escrevemos sobre a diferença entre a nova e a velha paisagem mental, sugerindo também que a velha paisagem está de saída, ou se preferes, que o sistema
que conhecemos está prestes a cair. (Pressenza 29.12)

Esse processo provavelmente está mais avançado agora no Chile do que em outros países, ou seja, a nova paisagem está claramente a manifestar-se lá.

No entanto, há muitos que afirmam que essa será uma tarefa muito difícil, porque a velha guarda não vai desistir assim tão fácil.

Eles têm o dinheiro, as instituições, o exército etc. Sim, parece difícil prever que caia em breve. No entanto, se olharmos para a história recente, podemos ver que quando as pessoas
perderam a fé no Sistema, nada pôde impedir uma revolta coesa, como quando a União Soviética e o bloco da Europa do Leste caíram. Poucos meses antes que isso acontecesse, eles
eram um poder dominante. Estava longe da imaginação de qualquer um que esse gigante se dissolveria assim, lá em 1989.

As razões para afirmar que o sistema pode cair no Chile e em outros países em breve são bastante simples. Em primeiro lugar, as pessoas perderam fé no sistema. Segundo, porque
o sistema se mostrou ineficiente e incapaz de resolver problemas urgentes, como as ameaças globais causadas pelas mudanças climáticas. Em terceiro lugar, e talvez o mais importante,
quando a nova paisagem se vai manifestando como está a ocorrer agora no Chile, encontramos uma força completamente diferente que está a mover a mudança, uma outra dimensão que está a “ajudar” este processo de liberação. (Pressenza 11 / 12.2019)

Em todo o mundo, as pessoas perderam a fé na política, no sistema judicial e em outras instituições. É provavelmente muito difícil governar quando se sabe que são menos de 10% do
povo que nos apoia. Em pouco tempo mais, esses números ficarão ainda mais baixos e os mais próximos começarão a abandonar o navio, se puderem.

O colapso do sistema acontecerá em todos lados, em breve. Quando a mudança estiver prestes a acontecer, a maioria das pessoas a receberá agradecida.

Contudo, haverá uma grande quantidade de verdadeiros mamonitas que sofrerão crises existenciais como quando as pessoas perdem a sua religião ou uma crença muito forte. No
entanto, eles sobreviverão, afinal, é apenas uma crença, essa coisa de colocar o dinheiro acima de tudo. É apenas uma crença, não é a realidade, e eles podem viver perfeitamente bem sem ela.

Em relação aos defensores da linha da frente do sistema, a polícia e os militares, eles poderão reprimir apenas por pouco tempo. Em algum momento eles, os opressores, sejuntarão aos protestos, porque será difícil reprimir quando as suas mães, pais, irmãos e irmãs estiverem no grupo de manifestantes, pelo que se os verá a despir a farda, e unir-se à corrente
humana da qual também fazem parte.

Outro motivo importante para o colapso do sistema é simples: ele é incapaz de resolver questões extremamente urgentes, como as mudanças climáticas. Parte da solução climática
exige abrir mão de muitas coisas. E além disso, precisa-se pensar a longo prazo e não apenas nos próximos seis meses.

É improvável, quase impossível, resolver esses problemas urgentes dentro do sistema, cuja base é a velha paisagem.

Assim, a geração jovem vê que o seu futuro é bastante sombrio, e ameaçador.

Consequentemente, começam a protestar em todo o mundo porque sentem que o seu planeta se pode tornar inabitável em poucos anos. Eles sentem, e com razão, que os da velha paisagem não se importam realmente em resolver esses problemas, muito menos se preocupam com eles ou com as gerações futuras.

Muitos cientistas proclamam que temos, na melhor das hipóteses, de 8 a 10 anos para consertar as coisas relacionadas ao aquecimento global, por isso temos que agir rápido e
drasticamente. Caso contrário, a mudança climática será irreversível.

Isso significa que o sistema terá que cair antes disso, provavelmente em 3 a 5 anos, porque levará tempo para fazer as mudanças drásticas que tornem a vida habitável neste
planeta.

As pessoas também percebem que este sistema, essa velha paisagem, é muito perigoso.

É fundamentado na violência. Continua a considerar “normal” lançar bombas na cabeça das pessoas. Ou que é bom ter uma indústria de armas e isso não apenas nos EUA e na Rússia, mas também em países supostamente pacíficos como a Suécia. As guerras são um bom negócio para os produtores de armas… É claro que a maior ameaça está com todas essas armas nucleares que estão a transbordar em todos lados.

As razões acima enumeradas são já por si fortes, mas talvez não sejam suficientes para a queda do Sistema, em parte porque os governantes não estão prestes a desistir. E o povo pode
não ter a resistência necessária para não parar até que caia.

A velha paisagem está de saída e aqueles que controlam o sistema perderão porque estão a lutar contra uma força indestrutível. O que está por detrás do processo positivo no
Chile é essa força invencível que entrou em vigor há alguns meses e ainda lá está.

Parece que essa “outra dimensão” é algo muito humano, muito forte e gentil. Dela, já todos tivemos uma experiência em algum momento ou outro, como quando, de repente,
sentimos como se fizéssemos parte de algo, de tudo.Se muitas pessoas sentissem essa dimensão, se sentiriam apoiadas e invencíveis. Além disso, elas não precisariam responder à violência com violência, porque sentiriam que há uma força muito mais forte e seguiriam em frente com absoluta convicção.

Parece que o potencial dessa mudança profunda, de uma nova paisagem, está à porta de todos os países. Inicialmente, as pessoas manifestam-se contra algo concreto ou porque
querem algo concreto, mas talvez essa mudança não seja apenas para encontrar soluções aos problemas mais imediatos.

Problemas como os relacionados com a injustiça social, desigualdades económicas, meio ambiente ou a eliminação de armas de destruição maciça.

Talvez essa mudança tenha a ver com algo muito maior, algo sobre o ser humano ascender a outro nível. Em outras palavras, estamos a tocar o algo essencial por detrás do
processo humano. Algo que esteve lá desde o início e agora está a expressar-se, dando possibilidade de chegarmos a um nível diferente. Se assim for, não há como parar, qualquer
resistência seria um desperdício de tempo e energia.

Alguém poderia perguntar se essa força, se essa outra dimensão, já se manifestou antes.

Sem dúvida, já o fez, mas sempre com a bandeira da não-violência. Quando alguns alegaram ao longo da história que Deus ou Alá ou os espíritos estavam do seu lado, quando estavam prestes a massacrar outros humanos, isso não era uma manifestação dessa outra dimensão. Pelo contrário, era uma indicação de um nível muito baixo de funcionamento, possível em todo ser humano, mas que nada tem a ver com um passo evolutivo, nada a ver com essa outra dimensão.

Talvez na Índia, na luta inicial pela independência, onde Gandhi liderou o seu povo de maneira não violenta para expulsar os britânicos, isso foi de fato uma manifestação dessa outra
dimensão. A violência que ocorreu imediatamente após a independência durante a guerra civil que eclodiu posteriormente, foi algo que poderia acontecer em qualquer lugar, se não houver consciência do que está por detrás desse processo de liberação, sabendo de onde vem e para onde vai.

Houve muitas tentativas ao longo da história de criar um mundo diferente. Ao longo do caminho humano de evolução, vemos avanços extremamente positivos que foram deixados
para trás. Parece, no entanto, que nenhum desses empreendimentos realmente se transformou no que a outra dimensão “quer” ou pretende, ou seja, um mundo realmente
humano: onde colocamos como prioridade estar despertos e sentimos vontade de fazer parte integrante do corpo humano. E sim, sem medo do passo final, sendo capazes de ver e ter
certeza da continuação, ou seja, sendo imortais.

Se as pessoas que estão no meio da nova paisagem se sintonizam com a outra dimensão, tornam-se absolutamente invencíveis. Se eles não fizerem isso, bem, o sistema
continuará. Ou a paisagem antiga é substituída pela nova ou os restos antigos continuarão. Seessa sintonia com a outra dimensão não ocorrer, infelizmente os efeitos positivos não durarão muito.

Em outras palavras, o sistema não cai automaticamente. Não existe a possibilidade da outra dimensão “garantir” que o sistema se desintegre. Parece que precisamos nos sintonizar e
também trabalhar com nosso próprio medo e em tal caso não haverá nada que possa parar essa força positiva de mudança.

Alguém poderia perguntar, e razoavelmente, o que pode ser feito para garantir que o sistema caia em todos os lugares?

Para que essa mudança ocorra rapidamente, é necessário que um grande número de pessoas que entendam a importância de se sintonizar com a outra dimensão estejam em todos
os países, em todas as regiões, em todas as cidades nos próximos anos. Pessoas que compartilharão os seus conhecimentos e experiências sobre a outra dimensão com os outros.

Então sim, as pessoas serão invencíveis em todos os lugares e o sistema cairá sem problemas, como aconteceu com a União Soviética e o bloco da Europa do Leste no seu tempo.
Se fôssemos um pouco mais fundo e perguntássemos o que exatamente a outra dimensão “deseja”, a melhor maneira de obter a resposta seria fazer a pergunta real e esperar
por uma resposta. Talvez a resposta tenha a ver com o fato de que já é hora do ser humano começar a funcionar bem e parar o sofrimento e a insensatez. Talvez quer que sejamos o que
podemos ser, deixando cair todas as barreiras e sentirmos a grandeza que existe dentro de cada um de nós e em nós como um todo, como um corpo, o corpo humano.

É quase inimaginável o que aconteceria se todo o sofrimento desaparecesse, o que acontecerá se todos perdêssemos o medo de desaparecer, o medo da morte, entendêssemos
que o sofrimento é apenas um indicador que nos diz que temos o futuro fechado. Paramos de sofrer quando abrimos o futuro completamente.

Portanto, é um futuro bonito de se esperar. Esse futuro acontecerá porque a paisagem antiga não estará interferindo nessa visão, pois se dissolverá em breve.

Categorias: Humanismo e Espiritualidade, Internacional, Opinião
Tags: , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Search

Whatsapp

Pressenza Whatsapp

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.