eua

03.11.2017

54 anos após assassinato de John Kennedy, sua morte continua sendo um mistério

54 anos após assassinato de John Kennedy, sua morte continua sendo um mistério

A revelação de documentos secretos por Trump alimentou a polêmica Trump autoriza a divulgação de documentos secretos sobre a morte de J.F.  Kennedy após 54 anos, dos 3.150 documentos, 88% foram liberados, cerca de 11% ainda são classificados como secretos. Uma lei aprovada pelo Congresso Americano em… »

10.02.2017

Cientistas brasileiros declaram apoio a colegas norte-americanos mobilizados contra Trump

Cientistas brasileiros declaram apoio a colegas norte-americanos mobilizados contra Trump

Em carta, SBPC manifesta repúdio a proibição da entrada de cidadãos de sete países nos EUA e se une a iniciativas de cientistas e acadêmicos pelo mundo que promovem boicote a conferências no país. A SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) declarou “total apoio” aos cientistas norte-americanos que… »

05.02.2017

A assombrosa visão de liberdade na América de Trump, em duas capas de revista

A assombrosa visão de liberdade na América de Trump, em duas capas de revista

The New Yorker e Der Spiegel, revistas tradicionais nos EUA e Alemanha ressaltam capas contrárias a Donald Trump, uma delas de forma bem explícita. A New Yorker trocou sua tradicional capa de aniversário para denunciar o atual presidente dos EUA. Duas capas de revista estão sendo notadas por suas acusações… »

28.01.2017

Espanhol banido da Casa Branca

Espanhol banido da Casa Branca

Os Estados Unidos possuem o segundo maior número de falantes de espanhol do mundo, mas isso parece não importar para Donald Trump, que excluiu o idioma dos canais de comunicação oficiais do país. »

27.01.2017

Dilma Rousseff: ‘Temer é um fantoche, uma fachada’

Dilma Rousseff: ‘Temer é um fantoche, uma fachada’

Por Vinícius Mendes/Calle2 Em entrevista à Calle2, ex-presidente diz que eleições indiretas seriam ‘aprofundamento do golpe’; Dilma também analisa momento da América Latina, crise política e medidas do atual governo. Do Palácio do Alvorada para um bairro chamado Tristeza. Cinco meses após ter sido afastada da Presidência da República por… »

10.11.2016

A vitória de Trump é o triunfo do anti-humanismo, mas não é o fim da história

A vitória de Trump é o triunfo do anti-humanismo, mas não é o fim da história

A vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais norte-americanas representa sem dúvida o triunfo do anti-humanismo em sua forma mais racista, xenófoba, fanática, misógina e neofascista, contra a versão “light” de Hillary Clinton, respeitadora dos direitos das mulheres e dos homossexuais, mas impulsionadora de guerras e neoliberal. Após o primeiro… »

21.10.2016

O diabo que já conhecemos

O diabo que já conhecemos

Por Juliano Fiori/Carta Maior Quando se trata da América Latina, Hillary Clinton, ao contrário de Trump, tem um histórico – e é essa a preocupação. Você provavelmente já viu essa foto: Donald inclinado sobre a mesa de seu escritório de Manhattan, preparando-se para traçar um “taco bowl” pousado… »

27.09.2016

“Não” aos testes nucleares e aos exercícios militares na península coreana, “sim” à paz e ao desarmamento

“Não” aos testes nucleares e aos exercícios militares na península coreana, “sim” à paz e ao desarmamento

Em 2 de Setembro tiveram fim os exercícios militares comuns entre os exércitos da Coréia do Sul e dos Estados Unidos denominados ”Ulchi-Freedom Guardian”; mais de 50 mil soldados sul-coreanos e 25 mil soldados americanos estiveram envolvidos na “revisão de estratégias de defesa conjunta”. Os Estados Unidos possuem 28 mil… »

22.09.2016

Snowden: perdão presidencial quando?

Snowden: perdão presidencial quando?

Enquanto o presidente Obama encerra suas funções no próximo dia 20 de Janeiro, nós promovemos, juntamente com outras organizações, uma mobilização mundial para reivindicar o perdão presidencial a este denunciante. Junho de 2013, Edward Snowden partilha com jornalistas documentos que trazem à tona o escândalo da vigilância em massa. Acumulados… »

03.06.2016

EUA: as eleições preparam a guerra

EUA: as eleições preparam a guerra

Depois de renovar o arsenal atômico, Obama provoca Moscou e Pequim. Hillary ataca Trump, o repulsivo. Mas é ela, supostamente sofisticada, que representa a hiper-militarização Por John Pilger, no Conterpunch | Tradução Vila Vudu Há poucos anos, assisti a uma exposição popular intitulada “O Preço da Liberdade”, na venerável… »

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Apresentação de vídeo: O que é a Pressenza

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.