Mastodon

Pressenza IPA

News from Pressenza IPA correspondents

Recife formaliza adesão à campanha internacional pela paz e pelo desarmamento nuclear

Secretarias municipais de Recife confirmam apoio à Marcha Mundial pela Paz e pela Não Violência em evento realizado na capital pernambucana. Durante o evento foram apresentadas as propostas da campanha para os representantes da Prefeitura do Recife.

Burkina Faso: imperador do povo Mossi adere à campanha internacional pela paz e desarmamento nuclear

Mogho Naaba Baongo, imperador do maior grupo étnico em Burkina Faso, apoiou publicamente a Marcha Mundial pela Paz e a Não Violência. A adesão foi realizada em uma cerimônia especial que ocorreu no Palácio Real em Ouagadougou. O coordenador nacional da Marcha Mundial em Burkina Faso, Moubaile Compaoré considerou este apoio como um ato nobre e de grande valor.

Zelaya é impedido de aterrisar em Honduras

Manuel Zelaya não conseguiu pousar em Honduras como previsto. O avião venezuelano que sobrevoou Tegucigalpa foi obrigado a desviar o trajeto para a Nicarágua. Nos próximos dias o presidente deposto Manuel Zelaya tentará entrar novamente no país de alguma outra maneira, provavelmente atravessando por terra a fronteira com a Nicarágua.

Lula sanciona anistia aos estrangeiros e critica política migratória dos países ricos

Presidente brasileiro sancionou dia 2 julho a nova lei que permite regularizar a situação de aproximadamente 50 mil estrangeiros que estão ilegais no país. Ao aprovar a nova legistação, Lula criticou postura anti-migratória adotada pelos países mais ricos, que estão restringindo os direitos dos estrangeiros.

Governo brasileiro condena golpe militar em Honduras

Estão se multiplicando manifestações de apoio à volta do presidente deposto, Manuel Zelaya Rosales, tanto por parte dos governos dos Estados Unidos e da América Latina quanto de organizações progressistas. Em recente discurso na Organização dos Estados Americanos, o dirigente tinha chamado a população de seu país e da região para adotar ações não violentas em caso de problemas com a oposição ao seu governo.

Presidente deposto em Honduras defendeu democracia direta e não violência em recente discurso na OEA

Manuel Zelaya Rosales, deposto ontem, 28 de junho, por um golpe de estado que tomou a presidência de Honduras, previa problemas com a oposição. Em discurso realizado na abertura de sessão da Organização dos Estados Americanos (OEA) no começo do mês, quando defendeu a realização de uma consulta popular para a instalação de uma Assembléia Constituinte, fez referência à reação de seus opositores. Em nosso país criou-se demasiada oposição interna simplesmente por querer que o povo opine em uma pesquisa”, disse.

Marcha Mundial pela Paz é apresentada em Moçambique

Campanha internacional pela paz e pela não violência reúne cerca de 400 pessoas em um evento que contou com palestras, exposições e até um símbolo humano pela paz mundial.

Campanha contra armas nucleares lança DVD e livro de mulheres sobreviventes das bombas atômicas

Uma campanha mundial pela eliminação das armas nucleares, realizada pela Soka Gakkai Internatinal (SGI), acaba de lançar um DVD e um livro com depoimentos de japonesas que sobreviveram aos ataques nucleares que atingiram o Japão na Segunda Guerra. Elas dão depoimentos sobre os horrores das bombas como sinal de alerta para o perigo atual.

Familiares de vítimas realizam primeiro protesto contra atuação de milícias no Rio de Janeiro

Manifestação contra a violência de grupos paramilitares percorreu uma das mais importante vias da cidade, a Avenida Brasil, para pressionar pela investigação da morte de dois jovens estudantes.

Uma proposta concreta de paz para o mundo

A agência Pressenza resgata um artigo do ativista e religioso brasileiro Frei Beto no qual faz uma proposta surpreendente de devolução de todos os territórios ocupados. Para o ex-assessor e amigo pessoal de Lula e Fidel Castro, os EUA não deveriam apenas retirar as tropas do Iraque, mas também devolver o Texas, a Califórnia e o Arizona ao México, e Porto Rico aos porto-riquenhos, além de restrituir aos cubanos a base naval de Guantánamo.

1 41 42 43 44 45 46