China: um acelerador de partículas em miniatura que expandiria “imensamente” a compreensão humana do mistério da vida e da evolução.

Cientistas do Instituto de Óptica e Mecânica Fina de Xangai criaram o primeiro acelerador compacto de partículas capaz de alimentar um laser de elétrons livres, informou na sexta-feira, dia 30 de julho, a Academia Chinesa de Ciências (ACC).

O dispositivo permite que a matéria seja examinada na escala de moléculas e átomos, e promete fornecer “avanços em várias disciplinas, como física, química, biologia estrutural, medicina, ciência dos materiais, energia e meio ambiente”, afirma o instituto.

“As características do laser de elétrons livres, incluindo suas altíssimas taxas de resolução no que diz respeito ao tempo e espaço, o brilho de pico super forte, tornam possível obter imagens tridimensionais e multimodais de matérias com precisão ultra-alta”, explicou Wang Wentao, um dos membros da equipe.

Investigadores chinos desarrollan una tecnología que permite mantener a los pequeños satélites fuera del radar

Pesquisadores chineses desenvolvem uma tecnologia que permite manter pequenos satélites fora do radar

“A aplicação da tecnologia […]provavelmente expandirá muito a compreensão humana do mistério da vida e da evolução dos seres vivos”, acrescentou.

Embora o laser de elétrons livres em si não seja novo, e tenha sido construído e utilizado para fins de pesquisa, seus projetos anteriores previam o uso de enormes aceleradores, que mediam entre 300 e 3.400 metros. Por enquanto, existem apenas oito dispositivos como esse no mundo. A redução radical do tamanho pode torná-los mais populares, acreditam os cientistas.

“Testamos a viabilidade da nova rota técnica com o acelerador de elétrons a laser, com capacidade de aceleração ultra-alta, e reduzimos o tamanho da instalação de um quilômetro para doze metros”, enfatiza Leng Yuxin, vice-diretor do instituto.

Os detalhes do design estão descritos em um artigo publicado semana passada na revista Nature.

O artigo original pode ser lido aqui


Traduzido do espanhol por Aline Arana / Revisado por Graça Pinheiro