Para matar a saudade

31.05.2020 - Rio de Janeiro, Brasil - Guido Mendes

Para matar a saudade
(Crédito da Imagem: Christine Sponchia/Pixabay)
POEMA

 

 

Só queria te falar da saudade

…essa danada

que abrasa meu peito

e me faz ficar assim

…imperfeito

 

Só queria te contar o meu medo

…esse danado

que assusta o meu peito

e me faz ficar assim

…imperfeito

 

Queria te falar do desejo e do vinho

que eu bebo pensando em ti

…esses danados

que me atacam a mente

e me fazem assim

..tão perdido

 

Queria mesmo era te falar uns segredos

daqueles que eu guardo calado

e que há tempos, eu faço ensaios

Mas, a boca covarde

não me deixa contar

 

Queria te cobrir de abraços

desses…que não cabem nos braços

que vão muito além de mim e você

que nos levam pra dentro

onde o silêncio é a tranca da porta

 

Queria mesmo era estar em você

Com todo o meu desatino…os meus desacertos

E com essa vontade loca de me redimir no céu da sua boca

E calar todo o querer dentro de ti

Categorias: Ámérica do Sul, Cultura e Mídia
Tags: , , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

 

Caderno de cultura

Cuaderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.