Nota pública Movimento Favelas Na Luta

22.05.2020 - Rio de Janeiro, Brasil - Redação Rio de Janeiro

Nota pública Movimento Favelas Na Luta
(Crédito da Imagem: Dayse Gomis)

A frente de militantes e moradores de favelas e periferias composta por integrantes de coletivos e movimentos que atuam na promoção de direitos, comunicação e acesso a políticas públicas nas favelas do estado do Rio vem a público para DENUNCIAR as contínuas operações policiais que sistematicamente tiram vidas de pessoas negras e faveladas em nossos territórios, que nos violam física e psicologicamente, que impedem que o trabalho social que realizamos seja efetuado e colocam nossa vida em risco.

Historicamente nossos territórios, favelas e periferias do estado, convivem com o projeto da ausência de políticas públicas como saúde, saneamento básico, moradia e educação. A lacuna da ausência de direitos, nestes espaços majoritariamente negros e não-brancos, se intensifica quando o único braço de amparo que o estado promove é o da militarização. Através de seus aparatos de controle, seus instrumentos bélicos, suas táticas militares de tortura e produção do medo (derivadas do passado histórico brasileiro) utilizam o discurso de “guerra às drogas” para eliminar seus alvos preferidos, moradores jovens de favelas e periferias.

Viemos por meio desta nota, mesmo ao limite de nosso esgotamento e forças, dizer que esta estratégia da morte não deve ser mais tolerada por nenhum morador ou moradora de favela, e que a sociedade de forma geral que também habita espaços de privilégio deve-se levantar contra o estado racista que nos viola cotidianamente.

Desde o início da pandemia de Covid-19, são os coletivos de favela e periferia que vem produzindo saídas para a garantia da segurança alimentar de milhares de moradores de favela do estado do Rio de Janeiro e a redução da curva de contaminação nesses espaços com a distribuição de kits de higiene e orientações de saúde. Tentamos produzir a política pública que não interessa ao estado fazer, porque enquanto nós tentamos matar a fome, o estado tenta nos matar. As operações policiais constantemente vem ocorrendo nos horários em que distribuímos cestas básicas e fazemos nossas ações de saúde pública.

Não toleraremos mais nenhuma morte. A política de segurança do estado do Rio é um risco a vida física e a saúde, física e mental, de milhares de moradores e moradoras de favelas e periferias.

Witzel, a culpa é sua!

Frente Favelas Na Luta

Categorias: Ámérica do Sul, Direitos Humanos, Nota de imprensa
Tags: , , , , , , , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

Dia da Não Violência

Dia da Não Violência

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.