Verónica Gago

Maioria entre desempregados, brasileiras e argentinas são as que mais sofrem mais com ajustes neoliberais

Precarização do trabalho aumenta com reforma trabalhista no Brasil, mas já era realidade para maioria das mulheres; no país vizinho, condições impostas por empréstimo junto ao FMI também elevam endividamento das argentinas Aline Gatto Boueri “Vivas, livres e sem dívidas”…