Juan H. Meliá

Abogado y Licenciado en Trabajo Social. Profesor retirado. Maestro. Aficionado a la Lingüística y a la Literatura, escribe poesías y relatos cortos. Facilitador y orientador en talleres de idiomas para su aprendizaje. Se define como humanista, defensor de la justicia social, la igualdad de oportunidades y la equidad de género. Vive en la ciudad de Santa Fe, Argentina.

Palmeiras do Brasil

POEMA Palmeiras, plantas verticais, de elegância sem par, que se elevam por milhares, na sublime biodiversidade da paisagem do Brasil. Símbolos da perene luta, contra o infame desmatamento. Vegetais criações, das selvas, os bosques e as praias. São envolvidas pelas…

Dominó

POEMA   É o dominó um jogo multicentenário, criado nas cortes, da fascinante China. Entretenimento que chega incluso as crianças, que descobriram as delícias mágicas, dos jogos e da numeração. Claras peças, que são semelhantes a pequenos tijolos, que se…

Azul brilhante

POEMA     Azul brilhante de uma avançada noturnidade. Sereno céu desde o íntimo pátio da aldeia. Azul brilhante abóbada infinita de incontáveis estrelas pequenas e próximas, simplificadora fantasia em nossa vista, esmagadora verdade, em nossa mente. Azul brilhante que…