POEMA

Palmeiras,

plantas verticais,

de elegância sem par,

que se elevam

por milhares,

na sublime

biodiversidade

da paisagem

do Brasil.

Símbolos da

perene luta,

contra o infame

desmatamento.

Vegetais criações,

das selvas,

os bosques

e as praias.

São envolvidas

pelas brisas,

ventos e

tempestades;

desafiando essas forças,

sem deixar-se cair.

Curvando-se diante do mar e das colinas,

criando uma treliça

de enriquecedora beleza

Plantas que orgulhosamente,

formam parte dos

mitológicos

pulmões de Gaia,

deidade do Olympus,

protetor do

Planeta.

Palmeiras do Brasil

provedoras de

alimentos,

medicamentos

e belezas.


Traduzido do espanhol para o português por Mercia Santos / Revisado por Tatiana Elizabeth