Fernanda Perdigão

Humanista, Atingida pela mineração, Ativista, Ambientalista, Defensora de direitos humanos, Empreendedora Social.

Legitimidade e tutela coletiva como ferramentas de privatização dos direitos sociais após o rompimento da barragem da Vale S.A na bacia do rio Paraopeba, em Minas Gerais.

MINERAÇÃO Por Fernanda Perdigão   Depois de 3 anos e 9 meses do Desastre-Crime da Vale S.A., o rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão em Brumadinho/MG, as pessoas atingidas buscam a garantia de seus direitos, ainda violados,…

A infância minerada pelos grandes empreendimentos e poderes do Estado de Minas Gerais

MINERAÇÃO Por Fernanda Perdigão   A mineração atinge os direitos das crianças e adolescentes, a luta do grupo de Pais e Mães da Escola Municipal Padre Xisto no município de Brumadinho, causa perplexidade e revolta aqueles que tem bom senso.…

Pessoas atingidas pelo desastre-crime da Vale S.A em Brumadinho, publicam Carta Manifesto pela Vida.

MINERAÇÃO Por Fernanda Perdigão    Passados 3 (três) anos e 8 (oito) meses do desastre-crime da empresa Vale S.A com o rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão em Brumadinho, as pessoas atingidas vítimas dos danos ainda existentes,…

Caso Brumadinho: Comunidade denuncia perseguições na luta contra Mineradora Vallourec em Piedade do Paraopeba

Piedade do Paraopeba é um povoado do município de Brumadinho (MG), que teve início no final do século XVII, contando com a Igreja Matriz de Nossa senhora da Piedade, “os terrenos e edifícios  doados por Bento Rodrigues da Costa, em…

Brumadinho (MG) – O crime continuado e a prática do verbo ‘esperançar’

A onda de rejeitos que atingiu 23 municípios da Bacia do Rio Paraopeba, em 25 de janeiro de 2019, quando a barragem de responsabilidade da empresa Vale S/A rompeu, levando  para o meio ambiente aproximadamente 12,7 milhões de metros cúbicos…

Entrevista com Maria Betânia – 2 anos da tragédia de Brumadinho/MG

MINERAÇÃO     Por Fernanda Perdigão Imagens e edição de André Faleiro   Em entrevista exclusiva para a Pressenza Brasil, a agricultora e pisicultora Maria Betânia relata a sua vida antes e após 2 anos (25/01) o rompimento da Barragem…

Na caixa da mineração: Dois anos da tragédia de Brumadinho (MG)

Brumadinho, Minas Gerais, 25 de janeiro de 2019 – 12 milhões de litros de rejeitos derramados pela negligência da empresa Vale S.A. e todos os órgãos licenciadores envolvidos na mina do Córrego do Feijão. Dois anos se passaram e  até…

As pessoas atingidas são sujeitos e não vítimas

A pandemia criou uma situação sócio-histórica no qual as instituições ficaram ainda mais distantes dos territórios onde estão os sujeitos que sofrem os vários impactos, ainda mais duro nesse momento. Mas tal situação não pode criar uma esteira de afastamento…

De cidade pacata para a violência diária

A cidade de Brumadinho em Minas Gerais, palco de um dos maiores Crimes Humano e Ambiental devido ao rompimento da Barragem da Mina do Córrego do Feijão da empresa Ré Vale S.A., sofre impactos do rompimento como os agravos a…

MG: Despejo de 450 famílias do acampamento Quilombo Campo Grande

Campo do Meio, no Sul de Minas Gerais   O acampamento Quilombo Campo Grande foi erguido há mais de 20 anos nas terras da antiga Usina Ariadnópolis, pertencente à Companhia Agropecuária Irmãos Azevedo (Capia), e que faliu no final da…

1 2