Breves reflexões musicais [1 de 3] – A expansão de elementos convencionais na música: cinco exemplos

02.05.2021 - Rio Grande do Norte, Brasil - Renan Simões

Breves reflexões musicais [1 de 3] – A expansão de elementos convencionais na música: cinco exemplos
(Crédito da Imagem: Na trilha da brisa - Pintura de Sabrina Souza)
MÚSICA

 

 

Por Renan Simões

 

 

Esta breve lista de indicações, para audição e reflexão, é constituída por cinco faixas que exemplificam a expansão de elementos convencionais na música popular. Essas expansões, quando replicadas de forma continuada, podem alicerçar novas convenções musicais. Neste ciclo de transformações e rupturas com o convencional, as expansões podem inclusive abarcar retornos a convenções anteriores, bem como novos diálogos entre convenções existentes.

My old man (1971), de Joni Mitchell, é uma canção que, embora fundamentada por elementos musicais convencionais, apresenta diferentes e geniais trajetórias harmônicas e melódicas.

 

Acostumados que estamos às formas mais tradicionais de canção, corremos o risco de desconsiderar/estranhar toda uma infinidade de transformações que estas possam sofrer. E quando o refrão é dispensável? E quando não é necessário utilizar muitas palavras? E quando o protagonismo instrumental é tão ou mais importante que a própria letra da música na transmissão de uma mensagem? É disso que trata Choveu (1977), de Beto Guedes e Ronaldo Bastos.

 

 

Para além dos formatos de canção, as possibilidades musicais crescem exponencialmente. Chegamos inclusive a formas musicais – e gêneros inteiros – que evidenciam certos elementos outrora secundários. Na música eletrônica, por exemplo, podemos observar breves progressões harmônicas, células rítmicas e samples de músicas existentes como grandes protagonistas do discurso musical, como em Xtal (1992), de Aphex Twin.

 

O convencional pode também ser expandido pelo diálogo entre diversos universos sonoros já consolidados, como Rahul dev Burman na música tema de Shalimar (1975), uma mescla de trilha sonora de ação/suspense com música indiana, jazz, percussão afro-latina e escalas orientais.

 

 

Por fim, há os gêneros musicais, que não são estanques, pois transformam-se conforme as necessidades impostas pelo mercado e/ou criatividade dos artistas. Um exemplo dessa expansão para além do convencional de um gênero é Você abusou (1971), samba de Antonio Carlos e Jocafi que, embora na linha de muitos sambas-canções introspectivos, propuseram inovações dignas de nota quanto a arranjo e linhas melódicas.

 

 

Categorias: Ámérica do Sul, Cultura e Mídia, Opinião
Tags: ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Search

Whatsapp

Pressenza Whatsapp

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.