POEMA

O vento em meu rosto

Afaga memórias passadas

Evoca sonhos e aconchego

Trazendo chamego

A todo o meu corpo

Maravilha

Vento que dá vida

Sopra renovado, extasiado,

Envolvendo luz em um manto do passado

Adiante, bravamente em suas asas iridescentes

Um único fio de eventos

Traçando um futuro, promissor,

Através da porta escancarada

Sempre aberta, em seu infinito esplendor

Porque sempre gentil, é seu movimento…

Renascido


 

Traduzido do inglês por Fabricio Altran / Revisão por Larissa Dufner