Coreia do Sul rumo a uma nação multicultural!

04.12.2020 - Coreia do Sul - Bereket Alemayehu

This post is also available in: Inglês

Coreia do Sul rumo a uma nação multicultural!

Por Bereket Alemayehu e Nicole Lobos

Esta parte da Coreia é o lar para mais de 2,5 milhões de estrangeiros que residem em todo o país. Somos parte das forças de trabalho em diferentes áreas, como indústrias e manufatura, comércio e negócios, educação, estudos e diplomacia. Recentemente, muitos têm trabalhado duro com nossas ideias de startup e empreendimentos coreanos.

Em novembro do ano passado, uma plataforma de organização sem fins lucrativos, conhecida como Global Bussiness Alliance (GBA), foi fundada pelo Sr. Oh Sinan Ozturk, um homem de negócios turco-coreano que mora há 24 anos na Coreia. O objetivo da plataforma é promover uma sociedade multicultural usando seus talentos e habilidades para beneficiar a Coreia e construir aceitação de estrangeiros como parte da diversidade coreana. Em pouco tempo, a GBA tem sido amplamente reconhecida entre os coreanos e as comunidades estrangeiras, atraindo pessoas de mais de 60 países.

Nos dias 11 e 12 de novembro de 2020, foi comemorado o primeiro Dia Cultural da GBA Coreia. Membros estrangeiros da GBA (CEOs, diplomatas e startups) de 18 países foram convidados para visitar um ‘Farm Tour para o crescimento da indústria local através da promoção do turismo industrial do tipo Gyonbuk.’ Acolhidas pela Organização de Cultura e Turismo da província de Gyeongsangbuk-do, visitamos as áreas de Yeongju e Andong. Nicole Lobos, do Chile, e eu, da Etiópia, fizemos parte da viagem cultural de um dia. Recentemente, temos testemunhado a mudança de postura da Coreia, que ao invés de rotular os estrangeiros, tem iniciado o processo para se transformar numa comunidade multicultural.

O Dia Cultural da GBA foi uma experiência enriquecedora e inesquecível. Por ter sido o primeiro evento deste tipo, superou todas as expectativas e foi um grande sucesso. Foi um tour de dois dias, uma noite explorando, descobrindo, experimentando, curtindo e aprendendo sobre duas cidades da Coreia do Sul, amplamente ricas nas  tradições e  costumes das bases culturais do país, como sabemos agora. A cidade de Yoengju é rodeada de deslumbrantes atrações naturais e é o principal  retrato que representa o velho espírito clássico do entusiasmo erudito e da integridade antiga. Por outro lado, a cidade de Andog é a cidade que perpetua a cultura, as tradições, a arquitetura, o estilo de vida e o folclore da antiga Coreia. Em outras palavras, ela é o centro das tradições populares.

O dia Cultura da GBA serviu como ponte com outras nações, mas mais importante ainda, serviu também como uma ponte entre a cultura coreana e a própria Coreia. Quando as pessoas dizem que você precisa conhecer o passado de alguém para verdadeiramente conhecê-lo,  o mesmo acontece com as nações. É necessário aprender sobre seu passado para compreender plenamente o país atual. Yeongju e Andong são cidades que podem transportá-lo para o passado da Coreia, pois preservam sua herança.

A beleza de uma nação está na base de sua cultura e de sua história. Felizmente, esta aventura nos levou para uma incrível viagem através da beleza escondida abaixo da superfície, uma oportunidade de explorar e descobrir as mais antigas raízes coreanas e de ter o sentimento de proximidade com sua cultura.

Aqui estão alguns destaques de nossa experiência.

Ginseng Wondrous Journey

Korean ginseng (Panax ginseng), a local specialty of Punggi Town in Yeongju, Korea

Ginseng coreano, (Panax Ginseng), uma especialidade local da cidade de Punggi, em Yeongjiu, Coreia.

Korean ginseng (Panax ginseng), a local specialty of Punggi Town in Yeongju, KoreaO passeio nos levou a uma jornada histórica, esclarecedora e informativa sobre o ginseng, de suas raízes na península em direção à produção e comercialização contemporânea. O ginseng, conhecido como um dos maiores representantes de nutrientes da medicina tradicional, tem sua origem na Coreia, na cidade de Yeongju, o primeiro local de cultivo. Portanto, nossa primeira parada nesta jornada foi o Museu Punngi Ginseng, um lugar que preserva a história e o orgulho de um dos produtos cultivados de Yeongjiu.  O passeio permitiu aos visitantes entender a relevância do ginseng não somente como produto, mas como símbolo da riqueza dos campos, tanto na história quanto nos recursos. A visita foi, de fato, um deleite para o conhecimento e também para o paladar. A última parada da Jornada do Ginseng nos levou ao que chamamos de paraíso do ginseng, o Punggi Giseng Market, onde aprendemos sobre o mercado a nível nacional. Corredores cheios de raízes desgrenhadas por toda parte, os sorrisos calorosos dos comerciantes e a essência inesquecível do ginseng.

Muralhas do conhecimento antigo

Dosan Seowon foi o lugar mais espetacular, com incríveis cores de outono e ruínas da construção tradicional contendo conhecimento da filosofia antiga. Esta construção no meio da vegetação e de frente para as águas calmas de um lago, representa uma instituição privada criada durante a Dinastia Joseon, que cultivou as bases do confucionismo, tornando-se eventualmente o centro da doutrina. Fundado em 1574 e declarado um lugar sagrado pelo governo da Coreia, Dosan Seowon incorpora a educação e a dedicação de Toegyes Yi Hwang, um eminente estudioso confucionista, para  com seus alunos e a comemoração e respeito dos alunos para preservar seu legado.

Uma performance excêntrica

Andong é bem conhecida por preservar as tradições folclóricas, especialmente o folclore de máscaras expressivas de madeira e seu desempenho requintado aludindo a personagens notáveis e históricos da antiga Coreia.  As máscaras – maravilhosamente esculpidas e pintadas com uma variedade de expressões, mantendo a arte expressionista às vezes assustadora, mas completamente atraente, são umas das representações simbólicas da cultura coreana.

Uma jornada ao passado


A fim de ter uma experiência completa da cultura e das tradições, a visita nos permitiu experimentar roupas coreanas tradicionais, chamadas Hanbok.

Todos se animaram com a experiencia de experimentar roupas tão bonitas e com a sensação de se conectar com os costumes do país que nos recebeu de braços abertos.

A cereja do bolo foi percorrer os caminhos de uma vila histórica bem preservada. Um dos locais Patrimônio Mundial da UNESCO, a Vila Folclórica de Hahoe é um marco turístico cercado pelas águas do rio Nakdonggang,  cheio de casas tradicionais e possuidor de uma visão das verdadeiras tradições e histórias congeladas no tempo. Um grupo de estrangeiros ao andar ao redor da vila em Hanboks, teve uma experiência que nem os habitantes locais nem nós jamais poderíamos esquecer. Era como se  tivéssemos uma máquina do tempo e viajássemos ao passado, nos divertíamos com a aventura de fazer parte da história. Ter explorado cada canto da vila acabou nos levando à descoberta de uma árvore antiga, coberta de desejos, o ponto espiritual do lugar. Esta parada na programação representou uma experiência completa e única de um dia rotineiro de vidas no passado que era para nós uma viagem no tempo à Coreia antiga.


Traduzido por Mariana Andrade / Revisado por Marcella Santiago

Categorias: Asia, Cultura e Mídia, Internacional
Tags:

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Search

Whatsapp

Pressenza Whatsapp

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.