Pesquisas indicam possível vitória do Partido Nacional, mas Frente Ampla segue disputando votos para um quarto mandato

Brasil de Fato

Os uruguaios irão às urnas neste 24 de novembro para eleger o novo presidente da República. O candidato eleito substituirá Tabaré Vázquez, da Frente Ampla.

A disputa do próximo domingo acontecerá entre o candidato da coligação do governo atual, de centro-esquerda, Daniel Martínez, e o candidato de centro-direita Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional.

No primeiro turno, realizado em 28 de outubro, Martínez obteve 39,2% dos votos, enquanto Lacalle Pou alcançou 28,6% dos votos válidos. Na ocasião, nenhum dos candidatos obteve 50% dos votos, porcentagem necessária para ser eleito no primeiro turno.

De acordo com a pesquisa realizada pela consultoria Factum, Lacalle Pou conta com 51% da intenção de voto, enquanto Martínez tem 43%. Os votos brancos ou nulos somam 6%.

Outra pesquisa realizada a cinco dias da eleição pela empresa Cifra aponta que Lacalle Pou teria 47% de intenção de votos enquanto Martínez estaria com 42%.

Embora Martínez tenha obtido mais de 10% de vantagem no primeiro turno, o apoio à candidatura de Lacalle Pou por parte de partidos como Cabildo Abierto (ultradireita), Partido de La Gente (direita) e Partido Independiente (centro), poderia levar a uma vitória da centro-direita após 15 anos de hegemonia da Frente Ampla.

A campanha presidencial no Uruguai foi encerrada nessa quinta-feira (21). Na data, Martínez participou de um ato da Frente Ampla com candidata a vice-presidenta Graciela Villar na cidade de Florida, centro do país.

O candidato convocou seus apoiadores a “seguir lutando das mil formas possíveis pelo voto a voto” para chegar ao quarto mandato consecutivo da coligação progressista.

O candidato eleito no pleito do próximo domingo começará seu mandato em 1 de março de 2020.

Perfis

Daniel Martínez tem 62 anos, é engenheiro e foi prefeito da capital do país, Montevidéu, entre 2015 e abril deste ano. Caso seja eleito, garantirá a continuidade da Frente Ampla no poder, força que governa o país desde 2005.

Lacalle Pou, filho do ex-presidente Luis Alberto Lacalle (1990-1995), é um advogado de 44 anos. O presidenciável do Partido Nacional bateu o excêntrico empresário Juan Sartori, um total desconhecido da política uruguaia até poucos meses atrás, mas que ganhava força nos últimos meses.

O artigo original pode ser visto aquí