O continente americano se prepara para a 2ª Marcha Mundial pela Paz e pela Não-Violência

06.08.2019 - Redação São Paulo

This post is also available in: Espanhol, Francês

O continente americano se prepara para a 2ª Marcha Mundial pela Paz e pela Não-Violência

Após a partida de Dakar em 27 de Outubro de 2019, a Marcha atravessará o Oceano Atlântico e chegará ao continente americano entrando via Nova Iorque em 29 de Outubro. Então irá para a América Central através de San José de Costa Rica em 23 de novembro, entrando na América do Sul através de Bogotá em 28 de novembro.

Na América do Norte

EUA – Um tributo a M. L. King foi realizado em Hélène Park. A Equipe Base passará por Nova Iorque e São Francisco, está sendo programada uma visita à ONU com uma possível recepção do Secretário Geral e a apresentação do documentário “O Início do Fim das Armas Nucleares”.  Através da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, foi aberta uma linha de trabalho para colaboração e confluência no âmbito da Agenda 2030 das Nações Unidas. 

CANADÁ – Participou da marcha para o Dia da Terra com a mensagem “a não-violência é ecológica: sem guerras não há armas poluentes. Um comunicado de imprensa está sendo organizado para pedir espaços para fazer o convite para organizar atividades para a passagem da marcha. No Sábado 27/04 participamos no evento Primavera das Alternativas para procurar contactos.

MÉXICO – A Marcha Mundial foi convidada a participar na Cúpula Mundial de Prêmios Nobel da Paz que terá lugar em Mérida nos dias 17 e 23 de Setembro de 2019. E durante a passagem da Equipe Base, haverá um evento na fronteira com os Estados Unidos e uma homenagem ao Tratado de Tlatelolco.

Na América Central

GUATEMALA – Foram feitas alianças entre pessoas e organizações para fortalecer o grupo promotor, entre elas estão representados diferentes setores: Organizações da Sociedade Civil, DiverArte, Organizações relacionadas com a Comunicação Comunitária, Organizações Estudantis, Universidade Nacional:  La Universidad de San Carlos de Guatemala, Municípios: Município de Mixco.

HONDURAS – Treinamento com 60 crianças em idade escolar que liderarão a construção do símbolo da paz ao receberem a 2ª MM.  Participam crianças de escolas da região fronteiriça de Honduras e Guatemala, . A associação de estudantes de medicina da universidade nacional UNAH e duas universidades privadas organizam o acompanhamento da 2º MM, em sua turnê pela América Central. Os municípios de Omoa e San Pedro Sula, decidem participar da 2ª MM, com mobilização massiva da população. Realização de três conferências simultâneas em universidades de San Pedro Sula, sobre temas relacionados com a paz mundial.  

CUBA – Existem contatos em nível governamental para realizar um WOMAD em Cuba e a possibilidade de que a 2ª Marcha Mundial entre no país, pois parece que há uma boa receptividade.  

EL SALVADOR – As atividades serão lançadas a partir da Universidade Andrés Bello.

COSTA RICA – Apresentamos o Plano de Ação Integral para a Campanha de Não-violência a 11 centros educativos no dia 22 de julho, início do plano de formação de professores na terceira semana de julho. Reuniões com autoridades governamentais, Prefeitura de San José e Organizações para propor atividades sobre o tema da Não-Violência.

Reuniões de quinze em quinze dias às quartas-feiras no CAP a partir das 17h00.

Celebração com atividades artísticas, símbolos humanos do Dia Internacional da Paz 21/9. Celebração do 2/outubro, dia de não-violência, e lançamento da 2ª MM. 

Participação na Marcha do Dia do Trabalho, distribuindo folhetos, levando a faixa da 2ª Marcha Mundial. Declaração de interesse cultural da 2ªMM pelo governo da Costa Rica.

Durante a marcha, a participação no Fórum Internacional sobre “O Papel dos Exércitos no Século XXI” está prevista para 27 e 28 de Novembro de 2019. Atividades com 1000 crianças na esplanada do Museu da Criança. Concerto pela Paz no Parque da Democracia. Realização de símbolos humanos durante a passagem da 2ªMM e alguns atos culturais de recepção.

PANAMÁ – No ano passado, foi realizado um fórum na Universidade Interamericana.

Entre o final de setembro e o início de outubro de 2019, realizaremos um fórum em uma universidade local (local, data e hora a serem confirmados).

Como parte da II Marcha Mundial pela Paz e pela Não-Violência, convidamos palestrantes para participar do Fórum: “Cultura de Paz, Não-Violência, respeito às crianças e à natureza para um Panamá melhor”.

Poderão, neste ambiente, compartilhar informações que considerem pertinentes sobre as ações e contribuições e projetos neste sentido.

Na América do Sul

COLÔMBIA

Em Bogotá: trabalhando com as 40 escolas que nos apoiaram na Marcha Sul-Americana, oficinas ativas de não-violência, murais, desenhos, hasteadores de bandeira, histórias e escritos, símbolos da paz no setor e marchas. O símbolo da paz será organizado na Plaza de Bolívar, convidando 5.000 pessoas. Realização de um grande concerto pela paz e pela não-violência.

Em Barrancabermeja: haverá uma Conferência na Unipaz e no SENA. Uma marcha pela cidade para reunir 2000 pessoas. Serão feitos contatos com organizações de direitos humanos que trabalharam na primeira marcha e fecharemos com um grande símbolo de paz no Parque Kolibri.

Em outras cidades da Colômbia: (Cali-Popayan-Pasto-Cartagena-Tunia-Cucuta-Bucaramanga-Ipiales-Arménia-Neiva) – Haverá marchas e símbolos de paz. Contacto com as escolas. Palestras sobre a não-violência em universidades e institutos.

EQUADOR – Foram enviadas cartas a 2 universidades para a realização de fóruns. Foram estabelecidos contatos com as Escolas Nacionais que comunicaram verbalmente a sua adesão.  Também foram feitos contatos em outras cidades como Manta,  Ambato e Quito.

Em Guayaquil: As atividades são planejadas na Universidade de Guayaquil e na Universidade Casa Grande. Campeonato Interjuvenil de Clubes Desportivos. Algumas Escolas e o Município de Guayaquil.


Em Manta: Estão previstas atividades para a passagem da 2ª  Marcha Mundial coordenadas com a Mesa Redonda Pan-Americana e na Universidade de Manta.


VENEZUELA
– Reunião todos os domingos com trabalho de desenvolvimento pessoal e organização do 2 de Março.  Um folheto foi preparado, instituições foram contatadas, entrevistas de rádio e o Fórum de São Paulo através do Setor de Mulheres, a marcha mundial foi exposta. As pessoas e instituições que apoiam o 2 de Março continuam a ser contactadas. Haverá fóruns com vídeos para expor a marcha.

 

BRASIL

Em São Paulo – SP: Encontros de difusão da 2ª MM e formação de um grupo de voluntários para participar da organização e difusão da MM em Cotia, Caucaia e São Paulo. Produção de materiais explicativos sobre como organizar os símbolos da paz e outras atividades da marcha mundial nas escolas e universidades.

Em Cubatão – SP: Encontro com o Diretor de Ensino para realizar símbolos humanos nas escolas da região. No dia 22 de julho tivemos uma reunião com 75 diretores para realizar símbolos humanos em várias escolas das cidades do litoral de Santos.

Apresentação da marcha no dia 23 de julho, desta vez para diretores e coordenadores de escola dos primeiros anos (1ª à 5ª série).

Houve uma energia positiva muito agradável, estamos incentivando as escolas a fazerem o símbolo da paz no lançamento da Marcha Mundial, durante a semana da não-violência, entre 02 a 07 de Outubro de 2019.

Em Caucaia – SP:  Apresentação da 2ª Marcha Mundial para os representantes de diferentes grupos religiosos da cidade.

Participação na 2ª Caminhada pela Cultura de Paz, realizada em Agosto pela Secretaria de Esportes e Cultura de Cotia em colaboração com uma comissão inter-religiosa.


Em Paraisópolis – MG:
No dia 29 de agosto teremos um encontro com todas as escolas de Paraisópolis para informar sobre a marcha mundial e propor atividades. Durante a passagem da equipe da base está prevista uma atividade com as crianças na Sala de Mensagens do silo no sul de Minas Gerais.

 Em Salvador – BA: Viagem à Bahia para divulgar a Marcha, contato com a Irmandade Bom Fim em Salvador, Bahia, com a proposta de criar uma comunidade de resistência não violenta na cidade.

Em Recife – PE: O encontro com a Secretaria de Educação de Jaboatão dos Guararapes aconteceu no dia 17 de julho. No dia 12 de agosto acontecerá a Formação do Projeto Não-Violência nas Escolas com 30 Escolas da Região Metropolitana do Recife.

Em Curitiba – PR: Estamos agendando uma visita ao acampamento Lula Livre e tentando agendar uma visita da Equipe Base ao Lula para entregar o livro da marcha sul-americana pela paz e não-violência.

Em Londrina – PR:  Programação de Atividades, 28/agosto Na Inauguração do Totem Trilha e Dado da Paz,  22/setembro – 11° Abraço no Lago pela Paz, 02/outubro – Atividade Conexão Mundial com a Marcha, 05/outubro – 6º Manifesto pela Paz e pelo desarmamento infantil, 21/novembro/2019 – 9° Entrega do SELO arma não é brinquedo, 17 de dezembro  – A Marcha Mundial passará em Londrina


PERU – Oficinas de prevenção e superação da violência com alunos, professores e mães em escolas do distrito de Comas, Lima. Prevenção e superação da violência em professores de escolas do distrito de Cañete. Temos promotores em cada cidade.

Estamos nos coordenando para promover atividades em cada ponto.

Temos uma local central em Lima, fornecido pela Universidade Ricardo Palma.

BOLÍVIA

Em La Paz: As atividades se concentraram na impressão e entrega de cartas convite para as escolas secundárias e primárias da região de Sopocachi, em La Paz.  As oficinas para professores e alunos da mesma área começaram em julho.

Em Cochabamba: Atividades realizadas na Universidade Mayor de San Simón durante a marcha sul-americana pela paz em 2018.

 

Em Santa Cruz: O Centro de Estudos do Silo começou com a difusão das atividades da Marcha Mundial. Início das atividades de difusão em julho.

CHILE – Iniciamos reuniões organizativas para crescer com novas pessoas que se integram às atividades. Estamos planejando reuniões por todas as regiões do Chile para incentivar a criação de grupos de base.


Serão apoiados com a produção de todos os tipos de materiais para cobrir as atividades. A ideia é integrar as pessoas para dar continuidade nas próximas edições da Marcha Mundial.

Também no Chile vamos promover o apoio ao TPAN (Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares), que já avançou com parlamentares e agora está se estendendo aos municípios. 

Contato no Chile com a mexicana Alicia Bárcenas (CEPAL), que tem acesso à ONU e aos governos da região.

O organizador do WOMAD se ofereceu para colaborar com o 2ªMM no Chile com a realização de um mega símbolo de Paz. 

No Fórum Humanista Latino-Americano de 11, 12 e 13 de maio realizado em Santiago de Chile, foi lançado a 2ª Marcha Mundial na América Latina e houve uma inspiradora roda de conversa no Teatro del Puente.


 

ARGENTINA  – Há equipes promotoras em 8 províncias: Salta, Jujuy, Tucumán, Córdoba, Mendoza, Rio Negro (El Bolsón), Bueno Aires (Tigre e Mar del Plata) e recentemente na CABA (Cidade Autônoma de Buenos Aires).

Haverão dois eventos principais no país:
1- Reconhecimento de Mães e Avós da Praça de Maio como referências de luta Não Violenta
2- Homenagem ao Silo. Ambos no processo de organização


Em Buenos Aires: Atividades de difusão no Parque Lezama, Pcia de Buenos Aires e CABA; o resto é atividade de busca de contato e adesão.

Em Córdoba: Foi formada a Equipe Promotora da cidade e foram realizadas reuniões de organização. O 2MM já foi declarado de interesse educativo pela província de Córdoba e o pedido de adesão entre outras instituições foi apresentado ao Município e à Câmara de Legisladores. O trabalho nas escolas, a realização de uma campanha de murais, a projeção do documentário “O fim das armas nucleares” e um festival musical artístico entre outras ações são programadas.

Em Jujuy: Um pequeno ato está previsto para a entrega do livro da Marcha Sul-Americana, a Milagro Sala.

Em Salta: A Comunidade para o Desenvolvimento Humano juntamente com membros da Direção Geral de Organização Comunitária do Município apresentaram perante a Comissão de Direitos Humanos e Garantias Constitucionais do Conselho Deliberativo o projeto de declarar a 1ª semana de outubro a semana da Não-Violência de 2019 e inaugurar a Praça da Paz e da Não-Violência.  Realização de um cronograma com atividades (1 por mês) de difusão, debate de cinema sobre O início do fim das armas nucleares, maratona ou bicicletateada, símbolos humanos e encerramento com um festival cultural.

Em Mendoza: No dia 19 de julho houve um Encontro de Oficinas com Organizações Sociais aderentes ao 2MM. No dia 2 de outubro haverá marchas de Las Heras ao centro de Mendoza. Símbolos da Paz dos Estudantes da Escola de Mendoza.

***

Apesar das dificuldades económicas, sociais e políticas, cada um à sua maneira tenta participar no projecto. Assim sendo, se desejar colaborar e apoiar estas iniciativas já em curso, pode fazê-lo facilitando os contactos de indivíduos, personalidades ou ONGs nos países mencionados ou noutros países através deste endereço de correio electrónico <info@theworldmarch>.

Link para Matéria Original – https://theworldmarch.org/america-prepara-marcha-mundial/

Categorias: América Central, América do Norte, Ámérica do Sul, Humanismo e Espiritualidade, Não violência, Política

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.