O continente africano se prepara para a próxima 2ª Marcha Mundial pela Paz e pela Não-Violência

05.07.2019 - Redação São Paulo

This post is also available in: Inglês, Espanhol, Francês, Alemão

O continente africano se prepara para a próxima 2ª Marcha Mundial pela Paz e pela Não-Violência

Depois da sua partida de Madrid no dia 2 de Outubro de 2019, a Marcha irá para sul da Espanha, e chegará ao continente africano através do norte de Marrocos em 8 de Outubro. Vários países já estão se preparando para receber a equipe de base que irá destacar suas iniciativas….

Na África Ocidental

Marrocos: Durante as nossas viagens em Março e Maio, realizaram-se vários encontros: na parte oriental da Universidade de Oujda e Fez com representantes de sindicatos e associações, em Casablanca com vários representantes de associações e com estudantes. Enquanto se aguardam as iniciativas concretas, as principais cidades actualmente em estudo são Tânger, Casablanca e Tarfaya, às quais se poderão acrescentar Fez e Agadir.

Ilhas Canárias: As atividades estão previstas de 15 a 19 de outubro em Tenerife, Las Palmas e Lanzarote No dia 15 de outubro na Universidade de La Laguna com um Fórum ou Encontro de Educação para a Paz e a exibição do documentário “O início do fim das armas nucleares”. No dia 16 de outubro, uma subida ao topo do Teide (3718 m.) para levar a bandeira da 2ª Marcha Mundial. Os dias seguintes serão dedicados a actividades educativas e institucionais em Lanzarote e Las Palmas.

Mauritânia: O trabalho de campo com membros da MSGetSV, Monde Sans Guerres et Sans Violence, Nouakchott, permitiu o encontro com representantes de instituições (o Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos DDHH, o Presidente da Federação Nacional de Basquetebol, o Director da Juventude, o Presidente da Comunidade Urbana de Nouakchott) que mostraram o seu apoio e empenho na MM; bem como com várias associações de jovens comprometidos e personalidades do mundo acadêmico e defensores dos direitos humanos; como resultado, a equipe de promoção de Nouakchott composta por representantes de 6 coletivos foi formada e um grupo Whatsapp da Mauritânia foi criado. Esta equipe já realizou 3 encontros, e organizou uma primeira actividade de sensibilização por ocasião do Ramadão / a realização de um Ftour (quebrar o jejum) para a não-violência num espaço público Arena. Em relação à viagem da Equipa Base EB, contemplamos a passagem por Nouadhibou, Boulenouar, Nouakchott e Rosso…

Senegal: Durante nossa turnê de maio, tivemos encontros com representantes de uma escola com 3000 alunos e seu diretor, membros da Federação das Escolas de Futebol, um coral, um encontro com os dirigentes do Centro Africano de Educação em Direitos Humanos (que já organizou marchas de mulheres em todo o país) todos entusiasmados e com imagens para preparar o terreno para a 2MM, 2ª Marcha Mundial. Uma primeira reunião de coordenação já teve lugar e já foi definida: para a data de 02 de Outubro, actividades como projecções de filmes de Gandhi ou conferências, de 26 de Outubro a 1 de Novembro, atividades diferentes espalhadas por diferentes localidades do país e distritos de Dakar. O coletivo humanista Energia para os Direitos Humanos no distrito de Pikine está planejando realizar um Fórum em sua área. Um grupo de 2MM Senegal whatsapp foi criado.

O objetivo é continuar a expandir as oportunidades noutras cidades, como Saint-Louis e Thiès, e ativar a zona de Casamance, considerando uma estrada adjacente Ziguinchor-Bignona-Gambia-Kaolack-Dakar.

Guiné-Conakry: Estamos em fase de sensibilização e retomada de contatos com personalidades e coletivos que apoiaram o 1º de março, além de abrir novas oportunidades.

A partida da equipe de base internacional que irá conduzir a rota da África Ocidental terá finalmente lugar no dia 4 de Novembro, de Dakar para a América, após um circuito de acordo com este calendário:

de 8 a 14 de Outubro, Marrocos

14 a 18 de outubro, Ilhas Canárias

19-24 de outubro, Mauritânia

24 de outubro a 4 de novembro, Senegal

 Na África Central

Benin e Togo: Estão em curso comissões de sensibilização e mobilização, relações com organizações e instituições privadas ou estatais de ambos os países. Está previsto o lançamento de um torneio de futebol e a preparação de um dia recreativo nas escolas com mensagens de paz e princípios de acção não violenta. Uma parceria está sendo negociada com o presidente dos clubes RFI no Benin, a Junior Chamber International, a Cruz Vermelha do Benin e outras associações.

Camarões: Estão em curso contatos com grupos importantes, bem como com a rede dos Presidentes da Câmara pela Paz África.

Costa do Marfim: no dia 2 de Outubro em Abidjan – Cocody está previsto um evento para o lançamento da Marcha. A 15 de Outubro em Bouaké, centro do país, e a 28 de Outubro em Korhogo, no norte do país. Em 1 de Novembro, uma delegação da Costa do Marfim deslocar-se-á a Dacar para dar as boas-vindas a equipe principal.

Mali: Os membros da MSGetSV procuram desenvolver actividades apesar das dificuldades económicas e da situação de violência social e política.

Congo RDC: O projecto está a progredir lentamente devido a dificuldades materiais. Nas cidades de Lubumbashi, Likasi e Mbuji-Mayi já foi realizada uma sensibilização, principalmente nos centros escolares. Em Lubumbashi alguns pastores e músicos estão tentando se juntar ao projeto.

Nigéria: Uma marcha e conferência pela paz está agendada em Abuja, há também a idéia de lançar um parque de paz e meditação na cidade de Benin e uma marcha pela paz em Lagos.

Na África Oriental, foi criada uma equipe de coordenação em Moçambique para coordenar uma nova estrada, que se estenderá por 31 dias, de 18 de Novembro a 20 de Dezembro, por 8 países: Etiópia, Quénia, Uganda, Zâmbia, Zimbabué, Moçambique e África do Sul para continuar em direção a Buenos Aires. A ideia é organizar um evento público em cada país, no qual os vários Chefes de Estado sejam convidados a assumir um compromisso público com a paz. Há também o projeto de realizar o maior símbolo humano da paz com 20.000 pessoas em Chimoio; outra idéia é envolver as companhias aéreas que transportam membros da Marcha, informando os passageiros com a distribuição de uma brochura 2MM.

Apesar das dificuldades económicas, sociais e políticas, cada um à sua maneira está a tentar participar no projecto. Então, se você deseja colaborar e apoiar essas iniciativas já em andamento, você pode fazê-lo facilitando contatos com indivíduos, personalidades ou ONGs nos países mencionados ou em outros países através deste endereço de e-mail <info@theworldmarch>

Por: Martine SICARD, Coordenadora da Zona Africana para a 2MM.

   

 

Categorias: Africa
Tags:

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.