Da Zona Oeste do Rio para os palcos do Brasil

17.07.2019 - Mídia NINJA

Da Zona Oeste do Rio para os palcos do Brasil
(Crédito da Imagem: Foto: Matheus Alves)

Coletivo Queer Prise lota ginásio em Brasília em união de música, periferia e diversidade sexual.

Por Scila Brito e Ana Cris / Estudantes Ninja

Com um figurino fazendo jus às cores do arco-íris, o coletivo Queer Prise estreou na noite da última sexta-feira (12), no estádio Nilson Nelson, em Brasília. O grupo foi criado no Rio de Janeiro, além das perspectivas profissionais os jovens também tem o intuito de levar através da arte uma mensagem artística e política com pautas lgbts, representatividade periférica negra e protagonismo juvenil.

Kadu Pasqueen, Stéfany Pontes, Vitória Bandeira, Matheus Santos, Matheus Vieira, Snuck, André Silva, Shaweny são os integrantes do coletivo idealizado por Kadu. A diversidade do grupo é perceptível e ao longo de seus percursos, o coletivo foi construído com componentes de diferentes características.

Segundo o Kadu, “cada pessoa pode ser queer, ter protagonismo e ser valorizado no âmbito artístico”, e reforça a importância do coletivo pois, “usar esse espaço de fala no palco para capacitar outros jovens que se espelham na gente para que possam se empoderar e combater o fascismo, LGBTfobia, racismo e para transmitir a mensagem de resistência em nossos corpos, em nossa cor, nossa identidade sexual”, completa.

Sobre os planos para o futuro, o coletivo almeja alcançar todas as regiões do Brasil, destacando o nordeste pois é uma região que ainda resiste à cultura LGBT. Queer Prise ainda se apresenta na Parada LGBT que acontecerá neste domingo, às 15h, em Brasília.

 

Categorias: Ámérica do Sul, Cultura e Mídia, Gênero e feminismos
Tags: , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.