Da Zona Oeste do Rio para os palcos do Brasil

17.07.2019 - Mídia NINJA

Da Zona Oeste do Rio para os palcos do Brasil
(Crédito da Imagem: Foto: Matheus Alves)

Coletivo Queer Prise lota ginásio em Brasília em união de música, periferia e diversidade sexual.

Por Scila Brito e Ana Cris / Estudantes Ninja

Com um figurino fazendo jus às cores do arco-íris, o coletivo Queer Prise estreou na noite da última sexta-feira (12), no estádio Nilson Nelson, em Brasília. O grupo foi criado no Rio de Janeiro, além das perspectivas profissionais os jovens também tem o intuito de levar através da arte uma mensagem artística e política com pautas lgbts, representatividade periférica negra e protagonismo juvenil.

Kadu Pasqueen, Stéfany Pontes, Vitória Bandeira, Matheus Santos, Matheus Vieira, Snuck, André Silva, Shaweny são os integrantes do coletivo idealizado por Kadu. A diversidade do grupo é perceptível e ao longo de seus percursos, o coletivo foi construído com componentes de diferentes características.

Segundo o Kadu, “cada pessoa pode ser queer, ter protagonismo e ser valorizado no âmbito artístico”, e reforça a importância do coletivo pois, “usar esse espaço de fala no palco para capacitar outros jovens que se espelham na gente para que possam se empoderar e combater o fascismo, LGBTfobia, racismo e para transmitir a mensagem de resistência em nossos corpos, em nossa cor, nossa identidade sexual”, completa.

Sobre os planos para o futuro, o coletivo almeja alcançar todas as regiões do Brasil, destacando o nordeste pois é uma região que ainda resiste à cultura LGBT. Queer Prise ainda se apresenta na Parada LGBT que acontecerá neste domingo, às 15h, em Brasília.

 

Categorias: Ámérica do Sul, Cultura e Mídia, Gênero e feminismos
Tags: , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.