Ao menos dois prefeitos são alvejados por mensagens de conteúdo xenófobo. Revelação ocorre semanas após o assassinato de um político simpático à acolhida de migrantes cujo suspeito seria de extrema direita.

Pelo menos dois prefeitos de cidades alemãs receberam ameaças de morte por se engajarem em políticas pró-refugiados, afirmou nesta quinta-feira (20/06) a polícia alemã. O anúncio ocorre algumas semanas após o assassinato de um político no país por um suposto radical de extrema direita.

A polícia alemã disse que pelo menos dois prefeitos locais receberam ameaças de morte, mas se recusou a confirmar as informações da mídia de que as mensagens anônimas continham saudações nazistas.

Entre os alvos das ameaças estão a prefeita de Colônia, Henriette Reker, que foi esfaqueada no pescoço em 2015 por um extremista de direita durante um evento de campanha eleitoral, e Andreas Hollstein, prefeito da pequena cidade do oeste alemão de Altena, que também foi esfaqueado, em 2017.

Leia artigo completo

O artigo original pode ser visto aquí