Movimentos preparam banquetaço em prol do direito humano à alimentação

19.02.2019 - São Paulo, Brasil - Redação São Paulo

Movimentos preparam banquetaço em prol do direito humano à alimentação
Banquetaço realizado no final de 2017, contra a ração humana do então prefeito Doria. Desta vez o ato será em defesa do Consea. (Crédito da Imagem: Instituto Auá)

Por RBA (Rede Brasil Atual)

Evento marcado para o próximo dia 27 visa chamar atenção para a extinção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional pelo governo Bolsonaro e os retrocessos nas políticas para o setor

Entidades e movimentos de todo o país que atuam na defesa da alimentação de qualidadecomo direito, para todos, preparam para o próximo dia 27, quarta-feira, nas capitais e cidades do interior, o chamado banquetaço. Ao oferecer à população um banquete com alimentos caseiros, preparados com ingredientes naturais e de qualidade, os manifestantes pretendem chamar a atenção para a extinção do Consea – Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. O total desmantelamento do colegiado foi uma das primeiras medidas do governo de Jair Bolsonaro (PSL), por meio da Medida Provisória (MP) 870.

O Consea tinha como competência assessorar a Presidência da República na formulação, execução e monitoramento das políticas públicas de Segurança e Soberania Alimentar e Nutricional. Originalmente, na Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional (Losan, Lei 11.346/2006), profundamente modificada pela MP 870, o Consea constituía um dos componentes centrais do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), junto com a Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e a Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan).

De caráter consultivo, o colegiado era composto por 1/3 de representantes de diferentes órgãos do poder executivo e 2/3 de representantes da sociedade civil. Reunindo representantes de movimentos e organizações de diferentes setores sociais.

Entre as contribuições do Consea estão a definição e aprimoramento de políticas públicas como a estratégia Fome Zero, a Política e o Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, programas de convivência com o semiárido, a Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, o Plano Safra da Agricultura Familiar, o Programa de Aquisição de Alimentos, o Programa Nacional de Alimentação Escolar e o Guia Alimentar da População Brasileira.

Um círculo virtuoso que contribuiu para que o Brasil alcançasse reconhecimento internacional nas políticas de combate à fome e promoção da segurança alimentar e nutricional. Tanto que  em 2014 o país saiu doMapa da Fome elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo os organizadores, o banquetaço é uma forma de mobilização social para exigir que a comida continue sendo direito de todos e que a participação da sociedade na tomada de decisões seja garantida.

“A comida deve alimentar corpo, mente e alma, não matar, nem por veneno nem por conflito. Deve erradicar a fome e conservar a natureza, promover saúde e a paz entre os povos. Comer é ato político e o que comemos determina o sistema alimentar que fomentamos com nossas escolhas”, diz o manifesto publicado na página do banquetaço em uma rede social.

Confira os locais onde acontecerão o banquetaço pró-Consea:

  • Aracaju (SE) – Praça Fausto Cardoso, das 10 às 14 horas
  • Belo Horizonte (MG) – Embaixo do Viaduto Santa Tereza, das 12 às 16 horas
  • Botucatu (SP) – Praça do Bosque, Rua Amando de Barros, das 12 às 14 horas
  • Brasília (DF) – Calçada entre o Conic e o Conjunto Nacional, das 12 às 14 horas
  • Campo Grane (MS) Em frente a Praça da Rádio, das 11 às 13 horas
  • Curitiba (PR) – Assembleia Legislativa (9h), Praça Nossa Senhora da Salete, Centro Cívico, às 11h30
  • Florianópolis (SC) – Largo da Catedral Metropolitana, das 12 às 17 horas
  • Fortaleza (CE) – Rua Azevedo Bolão, 2300 Loja 02 – Bairro Parquelândia, das 8 ás 10 horas
  • Goiânia (GO) – Em frente ao Grande Hotel, na Avenida Goiás, Centro, das 9 às 14 horas
  • João Pessoa (PB) – Parque Solon de Lucena (Lagoa), das 8 às 12 horas
  • Juiz de Fora (MG) – Em frente ao Cine Teatro Central, das 12 às 15 horas
  • Lavras (MG) – Praça Dr. Augusto Silva, das 11 às 13 horas
  • Maceió (AL) – Praça D. Pedro II (Praça da Assembleia Legislativa, Centro, das 9 às 13h30
  • Natal (RN) – CECAFES – Central de Comercialização da Agricultura Familiar e EcoSol (Jaguarari x Mor Gouveia), das 12 às 17 horas
  • Parangaba (CE) – Local: Praça Mano Albano – em frente ao Restaurante Popular, das 9 às 11 horas
  • Poços de Caldas (MG) – Em frente ao banco Itaú da Assis, das 11 às 13 horas
  • Porto Alegre (RS) – Praça da Matriz, das 12 às 15 horas
  • Porto Seguro (BA) – Reserva Indígena Pataxó da Jaqueira, das 12 às 15 horas
  • Recife (PE) – Em frente ao Armazém do Campo, Av. Martins de Barros, 387, das 12 às 15 horas
  • Ribeirão Preto(SP) – Praça XV, das 9 às 12 horas
  • Rio de Janeiro (RJ) – Largo da Carioca, das 11 às 16 horas
  • Salvador (BA) – Praia Porto da Barra – Casa Ninja Bahia, das 8 às 12 horas
  • Santos (SP) – Praça Mauá, Centro, das 10 às 12 horas
  • São José dos Campos (SP) – Centro, lado da Igreja São  Benedito/Praça Afonso Pena, das 12 às 15 horas
  • São Luiz (MA) – Em frente à Igreja Santo Expedito, Bairro Liberdade, das 12 às 14 horas
  • São Paulo (SP) – Praça da República, das 12 às 15 horas
  • Viçosa (MG) – Feira da Economia Solidária e Agricultura Familiar – Quintal Solidário, das 17 às 20 horas
  • Vitória (ES) – Praça Costa Pereira, Centro, das 10 às 13 horas
Categorias: Ámérica do Sul, Direitos Humanos, Saúde
Tags: , , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.