MST/RS forma sua primeira turma de engenheiros agrônomos

15.12.2018 - São Paulo, Brasil - Redação São Paulo

MST/RS forma sua primeira turma de engenheiros agrônomos
Estudantes que receberao diploma são de dez estados (Crédito da Imagem: MST)

Por Sul 21/Da página do MST

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) do Rio Grande do Sul forma neste sábado (15) a sua primeira turma do Curso de Agronomia com Ênfase em Agroecologia. A colação de grau de 44 formandos será no Assentamento Novo Sarandi, em Sarandi, na região Norte.

O curso de bacharelado é oferecido pelo Instituto Educar, em Pontão, via Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), em parceria com a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Ele tem duração de 5 anos.

Segundo a educadora Salete Campigotto, os recém-formados possuem alta qualidade e contribuirão para uma agricultura sustentável em assentamentos. “As notas mais baixas dos trabalhos de conclusão de curso, avaliados por doutores, foram oito. Quinze receberam nota 10 e 15 já estão publicando artigos. Um trabalho nosso ficou entre os três melhores na Conferência Internacional sobre Agricultura e Alimentação em uma Sociedade Urbanizada, evento que envolveu mais de 30 países e 400 elaborações em Porto Alegre”, diz.

A primeira turma de engenheiros agrônomos reúne trabalhadores acampados, assentados e filhos de assentados de dez estados, além de militantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). A segunda se formará em 2020, e a terceira ingressará em fevereiro de 2019.

Categorias: Ámérica do Sul, Direitos Humanos, Educação
Tags: , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.