Cresce a violência contra líderes indígenas na Guatemala

12.06.2018 - HispanTV

Cresce a violência contra líderes indígenas na Guatemala

Por Miguel Salay

Na Guatemala foram assassinados seis líderes comunitários em menos de um mês. O país se encontra convulsionado em meio a tragédias como a da erupção do vulcão de Fuego.

A Guatemala está perplexa diante de problemas de extrema violência como o assassinato de seis líderes comunitários em menos de um mês, as duas organizações a quais pertenciam os camponeses são: o Comitê de Desenvolvimento Camponês (CODECA) e o Comitê Camponês do Altiplano (CCDA), que responsabilizaram ao presidente Jimmy Morales.

As vítimas carregavam como bandeira comum a luta pelo acesso à terra, a nacionalização da energia elétrica e a luta contra a desapropriação de camponeses, que tem sido cada vez mais comum nas áreas rurais do país e que pode levar a uma escalada da violência.

Os assassinatos recordam os massacres ocorridos em 1983, quando camponeses e indígenas guatemaltecos foram perseguidos e assassinados por se vincularem a grupos de resistência, episódio que à época fez 200 mil vítimas, entre mortos e desaparecidos.

Outros líderes comunitários que expressaram seu descontentamento em relação a atividades extrativistas predatórias e se opuseram à construção de hidrelétricas em comunidades indígenas foram arbitrariamente presos por vários meses sem julgamento ou sentença.

O Ministério Público e o presidente da República ainda não se pronunciaram sobre a onda de assassinatos. Sobretudo, porque nos últimos meses se agravaram as diferenças entre o Executivo e os grupos de camponeses.

Categorias: América Central, Assuntos indígenas
Tags:

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.