DiEM25: O Movimento Pan-Europeu está a ganhar velocidade

27.10.2016 - Berlim - DiEM25

This post is also available in: Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Alemão, Grego

DiEM25: O Movimento Pan-Europeu está a ganhar velocidade

Uma rápida recapitulação de onde DiEM25 está hoje: O movimento começou em Berlim, em Fevereiro passado, rapidamente seguido por dois outros eventos importantes na Primavera: o lançamento da campanha do DiEM25 de Transparência, em Roma, e a Assembleia sobre Refugiados e Migração, em Viena). O Verão viu o DiEM25 a organizar-se: estabeleceu-se legalmente; milhares dos seus membros em toda a Europa desenvolveram e votaram nos Princípios Organizadores do movimento; as equipas que irão orientar e coordenar as suas actividades (Painel Consultivo e Colectivo Coordenador) foram votados; e o Conselho de Validação foi aberto para nomeações.

Mas os dias de Verão do DiEM25 não se dedicaram apenas aos processos internos! Ao longo da temporada, os seus voluntários e activistas, de todos os cantos da União, empreenderam ações e organizaram eventos com base no Manifesto do DiEM25. Estes voluntários e activistas compõem CEDs do movimento (Colectivos Expontâneos DiEM25), o elemento de base essencial para uma luta transnacional de baixo para cima, para democratizar a União Europeia.

Nas semanas após o lançamento do DiEM25, 17.000 membros rapidamente se inscreveram no site. 70% destes novos membros queriam voluntariar-se. “Decidimos dar aos membros uma larga autonomia para criar grupos locais DiEM25 (CEDs), que organizam atividades e discussões em todas as cidades na UE, e até mesmo além”, disse Judith Meyer, Coordenadora dos Voluntários de DiEM25. “Esta foi decididamente a decisão mais acertada. Graças ao trabalho dos CEDs, o DiEM25 agora é capaz de estar em muitos lugares ao mesmo tempo e de ouvir e reagir às preocupações das pessoas em toda a Europa”, continuou ela, à medida que as adesões ao DiEM25 rapidamente se expandem para chegar à marca dos 30 mil.
É inspirador, na verdade, ver o que vários coletivos deste ainda jovem movimento conseguiram realizar em tão curto espaço de tempo. Para entender o fenómeno melhor, vamos olhar para três diferentes colectivos e para o seu progresso até agora.

Amsterdão: Grande em debate e política

Virginia Alvarez, do CED Amsterdão, partilhou alguns dos seus destaques comigo. Um deles foi uma discussão motivante sobre alguns dos pilares da política do DiEM25 com Saskia Sassen (a socióloga de renome conhecida pelas suas análises da globalização e migração humana internacional, e também membro do Painel Consultivo do DiEM25). Saskia conheceu o grupo depois de falar no Redesenhar o institucionalismo democrático, um evento com lotação esgotada em Amesterdão.

 Os membros do CED de Amesterdão reunem-se com Saskia Sassen.

Os membros do CED de Amesterdão reunem-se com Saskia Sassen.

Embora as discussões políticas entre o Painel Consultivo do DiEM25 e os seus membros proporcionem motivação e levem a um trabalho político sólido, o que realmente me surpreendeu foi saber da criação da Universidade Cidadã de Amsterdão DiEM25 (DCU): um espaço para a troca de ideias, debate e reflexão sobre a Europa em que queremos viver.

A Universidade VU generosamente cede os locais para os habituais seminários sobre temas como a transparência, o TTIP e a Democracia, o European New Deal do DiEM25 e muito mais. Estes seminários são realizados por membros DiEM25 e oradores externos, e a participação é gratuita e aberta a todos. Em conformidade com o objectivo do movimento para abraçar a pluralidade, os participantes destes seminários tendem a ser muito diversos também.

O CED de Amesterdão reune-se com Yanis.

O CED de Amesterdão reune-se com Yanis Varoufakis.

Por último, mas não menos importante, o Yanis Varoufakis fez uma escala na capital holandesa, que serviu de oportunidade para se reunir com os membros do movimento e partilhar uma conversa relaxada, mas mutuamente enriquecedora.

Barcelona: Em missão para expandir o DiEM25

Rumo ao sul na nossa excursão europeia aos CEDs do DiEM25, chegamos à cidade de Barcelona. O grupo, que se reuniu primeiro em Junho passado, durante a visita de Yanis à “cidade rebelde”, está agora concentrando em organizar-se e na discussão e desenvolvimento de conteúdo político. Mas não fiques com a impressão errada! Aqui encontramos verdadeiros activistas. Ao conversar no Skype com a Emma, uma dos dois coordenadores do CED Barcelona, ela disse-me que estava doente em casa. Pedi desculpas por incomodá-la, mas ela disse-me para não me preocupar: “Isso impede-me de ficar aqui sentada com raiva”.

O coletivo de Barcelona é composto por 20 membros regulares, que frequentam as reuniões físicas, e por mais cerca de 15, que participam online. Estes criaram diversas comissões que tratam de questões de organização (comunicações e media social, produção de vídeo, planeamento de eventos, etc.), bem como grupos de trabalho focados no desenvolvimento de conteúdos para a Agenda Progressiva para a Europa, do DiEM25. “Estes grupos de trabalho reuniam-se originalmente numa base semanal, mas percebemos que estávamos a ir rápido demais e tivemos de abrandar. Agora, encontramo-nos a cada duas semanas “, disse Emma. Eu conseguia sentir a energia e entusiasmo nas suas palavras.

O CED de Barcelona a trabalhar

O CED de Barcelona a trabalhar.

Para mim, o CED de Barcelona é o campeão no apoio aos novos membros e tentam ajudar a expandir a rede de voluntários do DiEM25. Eles desenvolveram um “kit de boas-vindas” para novos “DiEMeres”, e publicarão em breve um vídeo como uma introdução sobre o DiEM25.

À medida que continuam a crescer e a consolidar o seu grupo, as pessoas por detrás do CED Barcelona começaram a procurar formas on-line e off-line para, na Catalunha, chegar às pessoas que possam estar interessadas na criação de um CED nas suas próprias cidades e ajudá-las a avançar. Portanto, há a possibilidade de que novos CEDs poderão surgir em Girona, Tarragona e em outros locais num futuro muito próximo. Com os coletivos recém-formados noutras cidades espanholas, como Madrid e Oviedo, o CED de Barcelona está activamente empenhado em partilhar a sua experiência com eles e ajudar o movimento a crescer para lá da Catalunha.

O CED de Barcelona numa manifestação anti TTIP.

O CED de Barcelona numa manifestação anti TTIP.

Perguntei à Emma acerca das suas atividades. “Temos de promover debates sobre assuntos em que as pessoas estejam interessadas”, disse ela. “Os temas do nosso movimento têm que se relacionar com o que diz respeito às pessoas comuns.” Ocupados com estes temas, apenas agora estão a começar a implementar esses tais debates, tendo ainda participado numa corrente humana contra o TTIP algumas semanas antes (e que foi um grande sucesso). Muitas pessoas aproximaram-se deles durante esta manifestação, pedindo informações sobre o DiEM25. A ATTAC (Associação pela Tributação das Transações Financeiras para ajuda aos Cidadãos) aproveitou a oportunidade para convidá-los à sua sede para falar com os seus membros acerca dos objectivos e actividades do movimento. Também, ambos os coordenadores do CED de Barcelona, Emma Igual e Marc Almagro, vão dar uma palestra sobre ” As crises da Europa e o futuro da União” na “Repensem Euroa” ( Repensar a Europa) Ciclo de formação dos activistas verdes europeus até ao final de Outubro.

Boémia do Sul: Juntando-se à luta contra o nacionalismo e a xenofobia

Tempo para visitar a Europa Central, mais especificamente o Sul da República Checa, onde o CED da Boémia do Sul está localizado. Oito membros reúnem-se regularmente na cidade de Ceske Budejovice. Eles são ativistas políticos, na sua maioria próximos do movimento ProAlt (uma iniciativa crítica das reformas do governo e das medidas de austeridade), membros da antiga coligação local “Juntos”, que participaram nas últimas eleições municipais, bem como membros locais dos partidos Pirata e Verdes.

Antonín Hořčica, Coordenador do CED da Bóemia do Sul.

Antonín Hořčica, Coordenador do CED da Bóemia do Sul.

“Nós percebemos que os actuais problemas ao nível nacional e europeu não podem ser resolvidos sem cooperação dentro da UE. Nós também nos ressentimos da actual atmosfera negativa, que inclui ambos sentimentos xenófobos e anti-europeistas. O Manifesto do DiEM25 traz uma visão positiva que está muito perto da nossa maneira de pensar”, diz Antonin, referindo-se ao ataque brutal por neo-fascistas a Alena Krempaská, nosso membro do DiEM25, no início de Setembro. O ataque foi um triste exemplo do quão necessária é, neste momento, uma visão humanista e progressista na Europa.

O coletivo Boémia do Sul iniciou suas atividades com a tradução do manifesto e outros documentos importantes do DiEM25 em checo. Empenharam-se na campanha “Transparência na Europa já!” e participaram da Assembléia em Viena em Maio passado. O foco principal para este CED foi o trabalho em rede com outras organizações e membros do DiEM25 espalhados por todo o país, promovendo a criação de outros CEDs.

Debate sobre a integração europeia organizado pelo CED da Boémia do Sul em cooperação com a Ecumenical Academy.

Debate sobre a integração europeia organizado pelo CED da Boémia do Sul em cooperação com a Ecumenical Academy.

O CED aproveitou a oportunidade para, em diversas ocasiões, promover o DiEM25 em debates públicos, como a Academia de Verão do Partido Verde e numa palestra pública em Budějovice sobre a dependência da economia Checa em relação a corporações multinacionais. Eles estão estão a contribuir de forma importante no sentido de reforçar o DiEM25 na Europa Central e também Oriental.

Estes são apenas alguns exemplos das actividades em que os membros do DiEM25 por toda a Europa estão envolvidos, e como os CEDs estão a contribuir para a construção de uma Europa dos cidadãos. Fica apenas atento para teres mais notícias dos CEDs do DiEM25’s, e conectares-te com a crescente rede de voluntários através do directório.

Por Reto Thumiger, Editor do Noticias CED

Categorias: Europa, Internacional, Nota de imprensa, Política
Tags: ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.