Ban Ki-moon pede mais adesões ao tratado contra testes nucleares

29.08.2015 - Prensa Latina

Ban Ki-moon pede mais adesões ao tratado contra testes nucleares

Nações Unidas, 28 ago (Prensa Latina) O secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, solicitou hoje aos estados membros da organização a assinarem o Tratado de Proibição Completa dos Ensaios Nucleares para eliminar estes armamentos.

Ban fez o apelo em razão do Dia Internacional contra esse tipo de provas, que se celebra a cada 29 de agosto.

Águas subterrâneas envenenadas, câncer, leucemia e chuva radiativa, estes são alguns dos legados tóxicos dos ensaios nucleares e a melhor maneira de honrar às vítimas é impedir que possam voltar a se realizar, disse o Secretário Geral.

Este convênio foi negociado faz quase 20 anos, mas ainda falta que outros oito estados o assinem para que possa entrar em vigor.

O diplomata sul-coreano recordou que neste ano se cumpre o 70 aniversário do início da era nuclear, com o Teste Trinity nos Estados Unidos, que desencadeou uma explosão de mais de 20 mil toneladas de TNT e foi o prelúdio de mais de dois mil ensaios adicionais.

Como consequência, meios impolutos e comunidades em zonas povoadas da Ásia Central, África do Norte e o Pacífico Meridional foram afetados, e muitos nunca se recuperaram dos danos ambientais, de saúde e econômicos, assinalou.

O responsável da ONU acolheu com beneplácito a moratória voluntária dos ensaios nucleares pelos estados que têm este tipo de armas, mas destacou que isso não pode substituir um tratado juridicamente vinculante.

Categorias: América do Norte, Internacional, Paz e Desarmamento, Região
Tags: , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.