Encontro de Mensageiros em Punta de Vacas

11.01.2015 - Ernesto H. De Casas

This post is also available in: Espanhol

Encontro de Mensageiros em Punta de Vacas
(Crédito da Imagem: Rafael Edwards)

Em nosso Parque de Estudo e Reflexão de Punta de Vacas realizamos novamente o encontro de Mensageiros nos dias 2 a 4 de janeiro. No dia 5 foram realizadas diversas oficinas e  festejamos o nascimento de Silo em 6 de janeiro.  Tudo foi muito interessante e comovente. Aconteceram muitos intercâmbios, exposições, projeção de vídeos, comentários, comentários de diversas atividades, múltiplas conversas. Pôde se aprofundar nas experiências e Cerimônias como as de Bem-estar, Agradecimento e Reconhecimento.

Peregrinos do Peru, Equador, Brasil, Moçambique, Bolívia, Colômbia, França, Itália, Espanha e EUA integraram-se com as diferentes comunidades de mensageiros de diversas regiões do Chile e da Argentina, com mais de 500 participantes.

Foram jornadas memoráveis. A amabilidade, o diálogo e o abraço acolhedor claramente mostram um estilo de vida próprio dos diversos amigos que aderimos plenamente à idéia de que “uma nova espiritualidade começa a se expressar no mundo todo”[1], apesar das aflições constantes, da violência que golpeia de variadas formas e até dos pregadores de desastres.

Atendemos a recomendação que Silo faz para, pelo menos uma vez por ano, tomar um tempo para refletir sobre a própria vida, sobre como estamos indo, como queremos continuar e, sobretudo, decidir “em que condições queremos viver”[2]  Sempre com o espírito de: “Aqui há alegria, amor ao corpo, à natureza, à humanidade e ao espírito”[3]

Assim, esta paisagem montanhosa, andina, singular e majestosa, serve como cenário em nossa peregrinação para atendermos àquilo que internamente necessitamos: Pedir para que tudo vá bem, para nós e para nossos seres queridos, agradecer por tudo de bom que nos aconteceu e acontece, resistir às tendências nefastas e fazê-lo na companhia de numerosos amigos e companheiros de caminho, dispostos na mesma sintonia. Elevando também um pedido conjunto, especialmente nestes momentos, para que a humanidade toda encaminhe para melhores rumos.

As jornadas transcorreram muito bem e nos animaram a ter um bom ano (mesmo com a sombra das adversidades) ao mesmo tempo em que dispomos no horizonte do futuro um fato muito importante: celebrar daqui a quatro anos, em 2019, o qüinquagésimo aniversário da primeira alocução pública de Silo, que ele deu neste mesmo lugar naquele épico 4 de maio de 1969, para um público que veio de diversos lugares para escutar sua mensagem. Essa data é comemorada como o Dia do Testemunho, e é quando confirmamos experiências unitivas, ações válidas derivadas da tarefa fundamental: Humanizar a Terra! [4] Que nos traz sentido e plenitude.

O evento deste ano se encerra como nesta exortação: “Hoje começaremos a renovação de nossa vida. Começaremos buscando a paz mental e a Força que nos da alegria e convicção. Depois, iremos até as pessoas mais próximas para compartilhar com elas tudo de grande e de bom que nos aconteceu”.[5]

[1] Trecho das  palavras de Silo, também em Punta de Vacas, 4/05/99, no ato comemorativo do trigésimo aniversario da arenga da “A Cura do Sofrimento”

[2] Trecho da quinta “Carta a meus Amigos“, de Silo, extraído do capítulo “O tema mais importante: saber se se quer viver e em quais condições”. Disponível em www.Silo.net

[3] Extraído do “Olhar Interior”, de Silo. Disponível em www.Silo.net

[4] Das palabras de Silo nas Jornadas de Experiência, em 2007. www.silo.net

[5] Cerimônia de Reconhecimento da Mensagem de Silo. www.Silo.net

Categorias: Ámérica do Sul, Humanismo e Espiritualidade, Internacional
Tags: , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

 

Caderno de cultura

Cuaderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.