Descolonização das Malvinas em debate nas Nações Unidas

26.06.2014 - Prensa Latina

Descolonização das Malvinas em debate nas Nações Unidas
(Crédito da Imagem: Prensa Latina)

Nações Unidas, 26 jun (Prensa Latina) O Comitê Especial de Descolonização da ONU submete uma vez mais a sua consideração o caso das Ilhas Malvinas, território argentino ocupado pelo Reino Unido desde janeiro de 1833.
Como ocorreu nos últimos 30 anos, o órgão de 29 membros -estabelecido pela Assembleia Geral em 1961- acolhe uma resolução que insta à solução pacífica e negociada da controvérsia entre Buenos Aires e Londres sobre a soberania das ilhas, reivindicação ignorada pela potência europeia.

Apresentada pelo Chile, com o co-patrocínio de Bolívia, Cuba, Equador, Nicarágua e Venezuela, a iniciativa reitera que essa aproximação é a maneira de pôr fim à situação colonial das Malvinas.

Ademais, lamenta que apesar do amplo respaldo internacional ao diálogo entre os governos argentino e britânico, o processo ainda não se materializou e, portanto, não se cumpriram as resoluções adotadas pelo Comitê.

O documento, que deve ser aprovado sem maiores problemas, também ratifica seu apoio à missão de bons ofícios do Secretário Geral das Nações Unidas para cumprir o mandato da Assembleia, em sintonia com vários textos relacionados com o caso e a resolução 1514 de 1960 para o fim do colonialismo no planeta.

A Argentina enviou seu chanceler, Héctor Timerman, ao quartel geral da ONU, com o objetivo de expor a situação e enfatizar a plena disposição de Buenos Aires para encontrar uma saída pacífica à disputa de soberania, informou o Ministério de Relações Exteriores e Culto do país sul-americano.

No ano passado, Timerman advertiu que a ocupação das Ilhas Malvinas em 1833 constituiu um ato de agressão injustificado do Império britânico a uma nascente República latino-americana.

“Um vício colonial que persiste, incrivelmente, em pleno século XXI, no extremo sul do continente americano e a 14 mil quilômetros do Reino Unido”, denunciou na sessão do Comitê, de 2013.

Categorias: Ámérica do Sul, Europa, Internacional, Paz e Desarmamento, Política
Tags: , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.