Últimas integrantes do grupo Pussy Riot presas na Rússia são libertadas

24.12.2013 - Redação São Paulo

Últimas integrantes do grupo Pussy Riot presas na Rússia são libertadas
(Crédito da Imagem: Foto: Banda Pussy Riot em 2012 | Wikimedia Commons Игорь Мухин)

Integrantes de grupo punk estavam presas há quase dois anos após realizarem protesto contra Vladimir Putin numa igreja ortodoxa. ‘Não pedi perdão a ninguém’, diz uma delas

por Redação RBA

São Paulo – Duas integrantes do grupo punk russo Pussy Riot, Nadezhda Tolokonnikova e Maria Aliójina, presas há quase dois anos, foram libertadas hoje (23) em virtude da anistia geral que entrou em vigor na Rússia na semana passada.

As integrantes do Pussy Riot – banda formada por Tolokonnikova, Aliojina e Ekaterina Samutsevich, esta última em liberdade condicional desde outubro de 2012 – foram condenadas a dois anos de prisão por encenar uma “prece” punk contra o presidente da Rússia, Vladimir Putin, em uma catedral de Moscou.

Durante o julgamento, as acusadas declararam que sua ação no principal templo ortodoxo da Rússia tinha fins políticos e não era dirigida aos religiosos. Ainda assim, as artistas foram presas, julgadas e condenadas rapidamente, num procedimento que chamou a atenção de observadores internacionais, que avaliaram que o governo russo não respeita a liberdade de expressão.

Pouco depois de sua libertação, Aliojina disse ao The New York Times que não aceitou a anistia e que foi obrigada a deixar a cadeia. Para ela, a medida é um artifício utilizado pelo presidente Vladimir Putin para parecer benevolente aos olhos dos russos. “É uma maneira de melhorar a imagem do governo perante o Ocidente antes das Olimpíadas de Inverno de Sochi.”

“Nós não pedimos perdão”, completou, dizendo que a anistia é uma mentira. “Eu preferia permanecer na prisão até o final da minha sentença, porque não preciso da piedade de Putin.” Presa desde março do ano passado, a pena de Aliojina chegaria ao fim em três meses.

Categorias: Cultura e Mídia, Direitos Humanos, Internacional
Tags: , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.