Na Argentina, povos nativos apresentam sua posição perante o novo código civil

05.04.2013 - Télam - Agencia Nacional de Noticias de la República Argentina

Na Argentina, povos nativos apresentam sua posição perante o novo código civil
(Crédito da Imagem: TELAM)

As organizações territoriais dos povos nativos, unidas e organizadas no Enotpo, vão presentar a sua posição perante a incorporação do Direito Indígena no novo Código Civil, que é debatido no Congresso.

Em entrevista coletiva a ser realizada na próxima quarta às 10 no Salão Manuel Belgrano do Senado Nacional, as organizações vão dizer “sim” para a “incorporação do direito indígena ao projeto do Código Civil”, segundo foi informado em comunicado.

“Avançamos junto com toda a sociedade na construção de um Estado mais justo e plural, um Estado plurinacional e pluricultural”, diz o comunicado do Encontro Nacional de Organizações Territoriais de Povos Originários (Enotpo).

Enotpo é um espaço de articulação de política indígena, integrado por 45 organizações territoriais, que representam mais de 1.000 comunidades do país inteiro.

Segundo foi explicado, que nem seus antepassados “participaram nas lutas revolucionárias pela emancipação continental, hoje os Povos Nativos, como sujeitos de direito, como culturas vivas e dinâmicas, continuamos escrevendo a história com fatos e participação”.

Categorias: Ámérica do Sul, Assuntos indígenas

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.