Dia Global de Soluções Climáticas – Moçambique também aderiu!

11.10.2010 - Maputo - Pressenza IPA

Neste dia 10 de outubro passado, foram organizados mais de 7347 eventos em 188 países pelo dia Globlal das Soluções Climáticas, o dia em que as pessoas colocaram mãos à obra contra a crise climática.

Várias iniciativas foram organizadas, desde a criação de jardins comunitários, instalação de painéis solares, plantação de árvores, marchas, voltas de bicicleta e muitas outras coisas para mostrar ao mundo e fazer uma simples pergunta para todos os políticos: o que estão a fazer para impedir a crise climática?

Em Maputo, por iniciativa do Movimento Humanista e do Critical Mass, um movimento global que realiza passeios de bicicleta para promover o uso da bicicleta como transporte não poluente, um grupo de cerca de 27 pessoas deu a volta de bicicleta a uma parte da cidade, num passeio chamado de BICNIC (biclicletas + picnic), que terminou no jardim da Ponta Vermelha com um picnic e um símbolo dos 350 com balões simbólicos.

350.org é uma campanha internacional dedicada à criação de um tratado de clima igualitário que traga o dióxido de carbono abaixo das 350 partes por milhão.

A Ciência de 350

350 partes por milhão é aquilo que muitos cientistas, especialistas em clima e governos progressistas consideram agora ser o limite superior de segurança para a quantidade de CO2 na nossa atmosfera.

Os mais recentes dados científicos dizem que 350 partes por milhão é o limite máximo de segurança de CO2 na nossa atmosfera. Agora estamos em 390pp, o que significa que temos de colocar mãos à obra, reduzindo as emissões de carbono agora mesmo.

Os cientistas dizem que 390ppm é demasiado – este número é mais alto do que alguma vez se viu em qualquer época do nosso planeta de que há registro – e já começamos a ver impactos desastrosos em povos e lugares do mundo inteiro. Glaciais em toda parte estão a derreter e a desaparecer rapidamente – e eles são uma fonte de água potável para centenas de milhões de pessoas. Os níveis médios das águas do mar têm começado a subir, e se isto acontecer, muitas cidades, estados, ilha e terrenos agrícolas do mundo poderão ficar submersos.

Reduzir a poluição não só é bom para o nosso clima: é bom para a economia, para a nossa saúde, e também para o futuro dos nossos filhos.

Colocar mãos à obra contra as mudanças climáticas é uma grande oportunidade. Podemos acabar com a dependência de toda economia mundial em relação às energias poluentes e criar um futuro de energias limpas.

Veja mais fotos:

Categorias: Africa, Ecologia e Meio Ambiente, Internacional

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.