Dia Global de Soluções Climáticas – Moçambique também aderiu!

11.10.2010 - Maputo - Pressenza IPA

Neste dia 10 de outubro passado, foram organizados mais de 7347 eventos em 188 países pelo dia Globlal das Soluções Climáticas, o dia em que as pessoas colocaram mãos à obra contra a crise climática.

Várias iniciativas foram organizadas, desde a criação de jardins comunitários, instalação de painéis solares, plantação de árvores, marchas, voltas de bicicleta e muitas outras coisas para mostrar ao mundo e fazer uma simples pergunta para todos os políticos: o que estão a fazer para impedir a crise climática?

Em Maputo, por iniciativa do Movimento Humanista e do Critical Mass, um movimento global que realiza passeios de bicicleta para promover o uso da bicicleta como transporte não poluente, um grupo de cerca de 27 pessoas deu a volta de bicicleta a uma parte da cidade, num passeio chamado de BICNIC (biclicletas + picnic), que terminou no jardim da Ponta Vermelha com um picnic e um símbolo dos 350 com balões simbólicos.

350.org é uma campanha internacional dedicada à criação de um tratado de clima igualitário que traga o dióxido de carbono abaixo das 350 partes por milhão.

A Ciência de 350

350 partes por milhão é aquilo que muitos cientistas, especialistas em clima e governos progressistas consideram agora ser o limite superior de segurança para a quantidade de CO2 na nossa atmosfera.

Os mais recentes dados científicos dizem que 350 partes por milhão é o limite máximo de segurança de CO2 na nossa atmosfera. Agora estamos em 390pp, o que significa que temos de colocar mãos à obra, reduzindo as emissões de carbono agora mesmo.

Os cientistas dizem que 390ppm é demasiado – este número é mais alto do que alguma vez se viu em qualquer época do nosso planeta de que há registro – e já começamos a ver impactos desastrosos em povos e lugares do mundo inteiro. Glaciais em toda parte estão a derreter e a desaparecer rapidamente – e eles são uma fonte de água potável para centenas de milhões de pessoas. Os níveis médios das águas do mar têm começado a subir, e se isto acontecer, muitas cidades, estados, ilha e terrenos agrícolas do mundo poderão ficar submersos.

Reduzir a poluição não só é bom para o nosso clima: é bom para a economia, para a nossa saúde, e também para o futuro dos nossos filhos.

Colocar mãos à obra contra as mudanças climáticas é uma grande oportunidade. Podemos acabar com a dependência de toda economia mundial em relação às energias poluentes e criar um futuro de energias limpas.

Veja mais fotos:

Categorias: Africa, Ecologia e Meio Ambiente, Internacional

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.