Indicado ao Nobel vem ao Brasil para discutir a violência contra as mulheres

30.06.2010 - Porto Alegre - Pressenza IPA

O debate *Compromisso Social da Medicina*, aconteceu um encontro do médico Denis Mukwege com uma equipe de médicos, de várias especialidades, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), em Porto Alegre. Mukwege, que acompanhava o pai – um pastor pentecostal – rezando para doentes em hospitais durante a infância, se especializou em ginecologia e obstetrícia. Hoje, dedica seu tempo a operações de reconstrução genital em mulheres violentadas e mutiladas em meio à guerra civil. Devolve alguma dignidade a pessoas cujos direitos não são reconhecidos no Congo.

*”Eu vivia na cidade e não tinha percebido a vida que as mulheres levavam no meio rural africano. Quando eu tive oportunidade de trabalhar em um hospital rural, fiquei chocado ao ver o número de mulheres que morriam todos os dias porque queriam, simplesmente, dar à luz”*, afirmou.

Segundo o médico, entre 800 e 1 mil mulheres morrem em cada 100 mil partos no Congo. Na Suécia, esse índice cai para 1 a 2 óbitos para os mesmos 100 mil partos. *”Pensei que poderia contribuir para resolver este problema”*.

Para apoiar as vítimas da violência, o médico está organizando a Cidade da Alegria – um programa que ainda não está totalmente em funcionamento, mas que visa a fortalecer e ensinar a mulheres vítimas de violência (que geralmente não conseguem retornar para casa) no Congo a ser líderes em suas próprias comunidades. O trabalho com essas mulheres será feito por uma equipe do hospital de Panzi.

Fonte: portal terra.

Siga a Pressenza no twitter : www.twitter.com/PressenzaBr

Categorias: Ámérica do Sul, Direitos Humanos

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.