CULTURA

Por CWeA Comunicação

 

Muitas oficinas para públicos de todas as idades se divertirem aprendendo, contação de histórias, teatro de sombras, muitas atividades com música e dança, teatro de sombras, caça ao tesouro são algumas atividades que vão animar o mês de julho, de quinta a domingo, no Museu do Pontal. E ainda haverá o Cinema de Fachada no Pontal – Férias, no próximo dia 23, com a pré-estreia do filme de animação “Tromba Trem” (2021), com direção de Zé Brandão.

 

Museu do Pontal, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

Entrada gratuita ou contribuição voluntária>
https://site.bileto.sympla.com.br/museudopontal/

Patrocinador Estratégico: Lei de Incentivo à Cultura e

Instituto Cultural Vale

Patronos: BNDES, Itaú, Repsol Sinopec Brasil, Ternium e

Prefeitura do Rio

Realização: IBRAM/Secretaria Especial da Cultura/Ministério do Turismo

 

O Museu do Pontal faz sua programação em julho, de quinta a domingo, dedicada às férias escolares. Do dia 16 ao dia 31 de julho, haverá muitas atividades, com música, dança e brincadeiras para todas as idades, até mesmo bebês. São diversas oficinas para se explorar brincando os universos populares de nosso país, como oficinas de Pipas, de Brinquedos Populares, com Getúlio Damado, de samba, danças populares do nordeste, brincadeiras populares, Bebê Brincante, brinquedos cantados, brincadeiras da roça, entre muitas outras. Haverá ainda contações de histórias e teatro de sombras. Confira a programação completa na próxima página.

No próximo dia 23, às 18h, na área do estacionamento do Museu do Pontal, haverá o Cinema de Fachada no Pontal – Férias, com o filme de animação “Tromba Trem” (2021), com direção de Zé Brandão.

E as tradicionais ações dos fins de semana, a Visita Musicada às exposições, às 11h e 15h, e o Baú de Brinquedos Populares, às 12h e 17h, serão normalmente realizadas no sábado e no domingo.

O público poderá ainda visitar o conjunto de seis exposições “Novos Ares! Pontal Reinventado”, com mais de 2 mil obras, além de conteúdos audiovisuais, como o jogo digital interativo de danças brasileiras, em que o participante aprende passos de frevo, jongo, carimbó, chula ou funk.

Referência internacional em arte popular brasileira, com mais de nove mil obras de 300 artistas – o maior acervo do gênero –, e de relevância reconhecida pela Unesco, o Museu do Pontal está desde outubro de 2021 instalado em um terreno de 14 mil metros quadrados, próximo ao Bosque da Barra e ao lado do condomínio Alphaville Residências, com dez mil metros quadrados de área verde, onde estão plantadas dezenas de milhares de mudas de 73 espécies nativas brasileiras.

O Museu do Pontal abriga ainda a cafeteria Divino Café e a loja de arte popular brasileira GIM Galeria Imaginária, com obras e peças de design de artistas populares contemporâneos.

O Museu do Pontal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem como patrocinador estratégico o Instituto Cultural Vale, e como patronos o BNDES, Itaú, Repsol Sinopec Brasil, e ainda a Prefeitura do Rio.

 

PROGRAMAÇÃO MUSEU DO PONTAL – JULHO

  • SÁBADO, 16 DE JULHO

10h – Oficina Brincadeiras da roça, com João Griot

Classificação: livre

Brincadeiras em roda, em trios e em duplas, com correria, competição saudável, coletividade e companheirismo, é a proposta desta oficina, coordenada por João griot, arte-educador, técnico circense, estudante de pedagogia e um eterno brincante popular.

 

11h e 15h – Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira

Classificação: livre

Capacidade: dez pessoas a cada vez

12h e 17h – Baú de Brinquedos Populares

16h – Oficina de Pipas, com Max da Fonseca

Classificação: livre

A oficina de construção de pipas irá trabalhar a habilidade manual e a coordenação motora das crianças, além de oferecer um momento de lazer e de incentivo ao uso da criatividade.

 

  • DOMINGO, 17 DE JULHO

10h – Oficina Cantorias Brincantes, com Márcia Schiavo

Programa para ser realizada na praça-jardim do Museu do Pontal, a oficina irá convidar o público para uma experiência brincante, com melodias, ritmos, gestos e movimentos, presentes nas brincadeiras cantadas da nossa cultura. Cantigas de roda, brincadeira de palmas, brincos e acalantos, de diferentes regiões do país, estarão no repertório.

Marcia Schiavo é cantora, compositora, arte-educadora e musicoterapeuta, e atua no campo da arte-educação a mais de 20 anos, realizando projetos envolvendo a cultura popular brasileira em suas diferentes poéticas. É mestra em Música pela UFRJ e licenciada em Ed. Artística pela UERJ. Fez os cursos “A arte do Brincante para educadores”, pelo Instituto Brincante, de Antônio Nóbrega, e “Cantar e Contar Histórias”, com Bia Bedran, pela Coart/ UERJ.

11h e 15h – Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira

12h e 17h – Baú de Brinquedos Populares

16h – Oficina de Brinquedos Populares, com Getúlio Damado

O artista plástico Getúlio Damado parte de materiais reciclados para fazer encantadores brinquedos. Mineiro de nascimento, e carioca de coração, Getúlio trabalha há mais de 30 anos em seu ateliê em Santa Teresa, e é reconhecido por sua criatividade e genialidade.

 

  • QUINTA-FEIRA, 21 DE JULHO

10h –O Casamento do Boi com a Burra”, com Lena Farias

Musical infantil, do poeta Sergio Santos, com música de Chico Lá, a história “O Casamento do Boi com a Burra” será contada por Lena Farias. Em forma de fábula, a história aborda uma relação considerada impossível pelas diferenças entre os dois e que termina com um final feliz, com a afirmação: “…Que um amor de verdade não esbarra em preconceitos, o certo é amar ao próximo como se ama a si mesmo”.

Lena Farias é contadora de histórias e arte-educadora do museu do pontal há mais de 20 anos.

16h – Oficina de Stop Motion

A oficina ensina animação de forma a incentivar a criatividade das crianças, apresentando etapas da produção de uma história animada em Stop Motion. A animação é feita na hora, em grupos, com elementos diversos disponibilizados pelo facilitador para mostrar a versatilidade da técnica. Pode ser produzida com o celular pessoal do participante através de um aplicativo ou com o aparelho da oficina.

  • SEXTA-FEIRA, 22 DE JULHO

10h – Oficina “Vivências afro-brasileiras: jogos e brincadeiras musicadas”, com Beatriz Bessa

Classificação: a partir de 4 anos

Jogos da cultura afro-brasileira, com o canto e o corpo como ferramenta brincante, é a ideia da oficina. Essas atividades fazem parte do livro digital interativo “Artes Musicais Afro-brasileiras: experiências na educação básica” que está sendo desenvolvido por Beatriz Bessa no Mestrado Profissional (Proemus – UniRio), e que será lançado ainda este ano.

Mestre em Memória Social (Unirio), Beatriz Bessa é especialista em Práticas Musicais na Educação Básica (CPII), mestranda em Ensino das Práticas Musicais (Unirio), com Bacharel e Licenciatura em Psicologia (UERJ). Atuou por 15 anos como arte-educadora no Núcleo Experimental de Arte Educação. Atualmente é arte-educadora no Museu do Pontal, leciona Educação Musical na rede básica de ensino e se apresenta com voz e violão interativo em festas e eventos.

16h – Oficina de efeitos sonoros, com Vandré Nascimento, da Lata Doida.

Classificação:

A oficina usará resíduos urbanos e objetos inusitados, além de biblioteca de sons, plugins e softwares de produção musical para a criação de efeitos sonoros (Foley) para cinema e conteúdos audiovisuais diversos. A atividade é voltada para pessoas que nunca tiveram contato com esse universo. A organização sem fins lucrativos Lata Doida foi reconhecida como Ponto de Cultura pelo Ministério de Cultura em 2014. Atua na Zona Oeste do Rio de Janeiro, por meio de projetos socioculturais e ambientais, a fim de contribuir para uma sociedade mais humana, justa e sustentável. No campo da Luthieria, desenvolve oficinas de criação e confecção de instrumentos musicais a partir de resíduos urbanos – além da criação de trilhas, sonoplastia e esculturas sonoras – há mais de 12 anos, de modo voluntário e em parceria com o poder público e a iniciativa privada, tendo diversos projetos apoiados/contratados pelas secretarias municipal e estadual de cultura, do Sesc (Escola Sesc de Ensino Médio), Boticário, Centro Cultural do Banco do Brasil, dentre outros. Vandré Nascimento foi personagem do documentário “Descarte” (2021), de Leonardo Brant, junto com artistas e personalidades como Ailton Krenak. www.latadoida.com.br

 

  • SÁBADO, 23 DE JULHO

10h – Brincando de Samba, com Gui Guimarães

Explorar de forma lúdica o ritmo do samba, através de um narrador que contará com instrumentos de pequeno porte do universo do samba – tamborim, pandeiro, agogô, apito – é a proposta da oficina. O cantor, compositor e jornalista Gui Guimarães fará uma viagem pelo universo do samba, interagindo com o público por meio da voz, do teatro e dos instrumentos.

11h e 15h – Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira

12h e 17h – Baú de Brinquedos

14h – Teatro de Sombras

O Teatro de Sombras é uma técnica milenar de contar histórias, com indícios de seu surgimento na pré-história com os homens das cavernas. O Teatro de Sombras passou por diversos lugares como China, Índia, Nepal, França e Turquia, e agora chega ao Museu do Pontal para ensinar como é fácil realizá-lo com materiais que temos em casa.

18h – Cinema de Fachada no Pontal – Férias, com a pré-estreia do filme de animação “Tromba Trem” (2021), de Zé Brandão

Classificação:

O Cinema de Fachada no Pontal – Férias, com projeção na área do estacionamento do Museu do Pontal, onde o público fica acomodado em cadeiras de praia, traz a pré-estreia da animação Tromba Trem” (2021), de Zé Brandão, 94’. As vozes são de Elisa Lucinda, Marisa Orth, Roberto Rodrigues, Maíra Kestenberg, Luca de Castro, Hugo Souza, Beto Vandesteen e Caíto Mainier. O filme conta a história de Gajah, um elefante sem memória, que repentinamente vira celebridade, e acaba se afastando de seus velhos companheiros de viagem no “Tromba Trem”. O estrelato dura pouco, pois Gajah se torna o principal suspeito de misteriosos raptos. Desvendar o mistério só será possível com a ajuda dos velhos amigos, um grupo de obstinados cupins moradores de uma colônia, e Duda, uma empolgada e inocente tamanduá vegetariana.

 

  • DOMINGO, 24 DE JULHO

10h – Oficina “Danças populares do Nordeste: Cacuriá e Ciranda”, com Luizão Santos

Classificação: livre

Folguedos muito populares no nordeste, mais ainda pouco conhecidos no sudeste, Cacuriá e Ciranda trazem os cantos de resposta e coro, com melodias simples e belas acompanhadas de seus movimentos singulares, e que levarão o público a uma experiência única no sentimento e sentido desses brinquedos, com seu significado agregador de leveza e espontaneidade. Quem puder ir com saia comprida dará ainda mais beleza aos movimentos.

Luizão Santos é multi-instrumentista (flauta, sax, canto, violão, percussão), tendo os sopros como instrumento principal. Atua há mais de 20 anos no Núcleo de Cultura Popular Céu na Terra, grupo que se dedica a pesquisa, divulgação e recriação de diversos folguedos da cultura popular em especial das regiões nordeste e sudeste. Toca em diversos grupos de choro no Rio de Janeiro, onde também é ator, compositor e usa técnicas circenses.

11h e 15h – Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira

12h – Teatro de Sombras

12h e 17h – Baú de Brinquedos

16h – Cinema de Fachada no Pontal – Férias, com exibição no auditório de “Turma da Mônica: Lições”, de Daniel Rezende

Classificação:

O Cinema de Fachada no Pontal – Férias leva para o auditório do Museu o filme “Turma da Mônica: Lições” (2021), 2021,1h 37m, de Daniel Rezende. Com Giulia Benite (Mônica), Kevin Vechiatto (Cebolinha), Laura Rauseo (Magali), Gabriel Moreira (Cascão), Monica Iozzi (Dona Luísa), Paulo Vilhena (Seu Cebola), Fafá Rennó (Dona Cebola), Luiz Pacini (Seu Sousa), o filme conta a aventura de Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão que fogem da escola, e vão ter que arcar com as conseqüências… O filme tem ainda as participações especiais de Malu Mader, Isabelle Drumond e Gustavo Merighi.

 

  • QUINTA-FEIRA, 28 DE JULHO

10h – Oficina de Brincadeiras Populares – dança e percussão corporal, com Pedro Sayd

A oficina traz brincadeiras tradicionais de estados nordestinos, como Maranhão e Pernambuco, misturada a passos de coco de roda e outras danças, e com batuque no corpo.
Pedro Sayd é percussionista, violonista, compositor, professor de música, arte-educador e poeta. Formado em licenciatura em Música pela UNIRIO em 2019, mestrando em música pela UFRJ na linha de educação, é membro e professor da banda Orquestra Voadora e criador da oficina de percussão experimental ABC Toca.

16h – Oficina de Brinquedos Populares, com Getúlio Damado

 

  • SEXTA-FEIRA, 29 DE JULHO

10h – Caça ao tesouro, com o grupo Moleque Mateiro

O público vai brincar explorando a área verde do Museu do Pontal, e, através das pistas, vai conhecer as espécies de plantas nativas cultivadas no local, e assim encontrar o tesouro escondido.

16h – Exploração dos sedimentos, com o grupo Moleque Mateiro

Nesta atividade, o grupo Moleque Mateiro irá conduzir o público ao conhecimento de sedimentos das mais diversas texturas e cores, como rochas, areia e argila. Serão construídas ainda obras de arte com argila.

 

  • SÁBADO, 30 DE JULHO

10h – Oficina Bebê Brincante, com Luís Aragão

Luís Aragão convida bebês e suas famílias a descobrirem juntos o seu ser brincante. Cantigas de roda, brinquedos cantados a partir de gestos, instrumentos musicais apropriados para bebês pequenos, e danças típicas da cultura popular brasileira serão oferecidos em uma linda e colorida roda musical com seus/suas bebês!

11h e 15h – Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira

12h e 17h – Baú de Brinquedos Populares

16h – Contos do Amanhecer, com Tatiana Henrique

Contação de Histórias baseada em contos do povo Tchokwe, um dos mais pungentes em Angola, origem da máscara Mwana Pwo, da Rainha Luedji.

Tatiana Henrique é mãe, atriz, contadora de histórias, diretora, educadora e escritora, coautora do livro “Propostas pedagógicas para o ensino de história e cultura africana e afro-brasileira” (Outras Letras), e “Ei, Mulher!, registro cênico e crítico da performance homônima” (Metanoia). Organiza a Obalufônica, fomentadora de espetáculos, ações educativas e pesquisa artística, aliada a Associação Globo Dikulu, de Cazenga, em Luanda, Angola.

 

  • DOMINGO, 31 DE JULHO

10h – Brinquedos cantados, com Adriana Passos

A atriz, compositora e arte-educadora Adriana Passos pretende proporcionar um momento mágico para crianças e adultos, que vão interagir através da música, do corpo e da teatralização, tendo o lúdico como elemento norteador.

11h e 15h – Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira

12h e 17h – Baú de Brinquedos

16h – Brincadeiras musicais

O projeto Brincadeiras Musicais traz ao Museu do Pontal uma experiência voltada para o público infantil, unindo duas das maiores paixões de qualquer criança: música e brincadeiras. O objetivo do grupo é propor vivências que estimulem a assimilação musical das crianças no processo leve e divertido das brincadeiras, potencializando a criatividade e a imaginação dos pequenos.

 

Serviço: Museu do Pontal – Programação de férias em julho

10 a 31 de julho 2022, das 10h às 18h

Museu do Pontal

Avenida Celia Ribeiro da Silva Mendes, 3.300, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, CEP

22790-711[ao lado do condomínio Alphaville Residências]

Quinta a domingo, das 10h às 18h (o acesso às exposições se encerra às 17h30, meia hora antes do horário de fechamento do Museu)

Ingressos pelo link https://site.bileto.sympla.com.br/museudopontal/ – gratuitos ou com contribuição voluntária

O acesso aos espaços expositivos é limitado, e para maior segurança recomenda-se o agendamento prévio.

 

Canais digitais:

Site: http://www.museudopontal.org.br/

Instagram: @museudopontal

Youtube: www.youtube.com/museudopontaloficial

Facebook: @museudopontaloficial