Sob o título “(Re)imagine o mundo. Ação pela paz e justiça” participantes de 40 países estarão presentes no encontro do movimento internacional pela paz e outros movimentos sociais, com renomados ativistas e especialistas de todo o mundo.

O congresso terá um formato híbrido, com atividades presenciais, conferências, workshops e eventos culturais, mas com a possibilidade de acompanhar muitos deles e interagir com outros participantes através da internet.

El International Peace Bureau (IPB) e o International Catalan Institute for Pau (ICIP) são os principais organizadores do II Congresso Internacional da Paz que será realizado em Barcelona de 15 a 17 de outubro.

Sob o título “(Re)imagina o mundo. Ação pela paz e pela justiça” participantes de uns 70 países participarão deste evento com atividades presenciais, conferências e workshops, a maioria deles acontecerá no Centro de Cultura Contemporâneo de Barcelona (CCCB).

O principal motivo do congresso é revigorar o pacifismo internacional, ser um ponto de encontro de diferentes atores, redefinir a ação pela paz e como diz o lema do congresso reimaginar o mundo pelo prisma da cultura da paz.

Segundo Jordi Calvo, coordenador do gabinete do IPB em Barcelona, “o congresso quer colocar o pacifismo no centro, num mundo onde a guerra, a militarização e a violência são a norma”.

Ao mesmo tempo, busca promover sinergias entre organizações e indivíduos, e entre movimentos sociais interligados que lutam pela justiça global: defensores da paz e o desarmamento, feministas e ativistas LGBTQIA+, ambientalistas e ativistas do clima, antirracistas e indígenas, defensores dos direitos humanos e sindicalistas.

Como comenta a copresidente da IPB, Lisa Clark, o congresso Internacional de Paz em Barcelona nos dará a muitas de nós a oportunidade de nos encontrar pessoalmente pela primeira vez em quase dois anos. O trabalho em redes entre as atividades de paz e desarme em diferentes países e regiões é o nosso recurso mais essencial”, afirma.

Durante os três dias de congresso terá palestras e conferências com mais de trinta palestrantes. Entre os participantes temos nomes destacados como Noam Chomsky, Martin Chungong, Jeremy Corbyn, Beatrice Fihn, Wada Masako, Vandana Shiva e Jody Williams. Vários workshops e atividades culturais também serão organizados.

Um congresso com uma longa história

O primeiro congresso de paz da história foi realizado em 1843 em Londres, depois em Paris em 1889 e em Roma em 1891, na época que foi criado o IPB. Por esta tarefa vinculante a grupos pacifistas de todo o mundo, o IPB recebeu o Nobel da Paz em 1910. Em 2016 estes congressos mundiais foram reiniciados com a ideia de colocar o desarmamento na agenda global. Este primeiro congresso da nova etapa foi realizado em Berlim e agora o de Barcelona será a continuação.

O IPB tem sede em Berlim e escritórios na capital catalã e em Genebra. Tem uma rede de 400 membros e há várias entidades catalãs que fazem parte: Justiça e Paz, Fundipau, Unipau, Escola para a Cultura da Paz, A Fundação Carta da Paz dirigida a ONU e o Centro Delas de Estudos pela Paz – que é membro do conselho de administração.

O coorganizador do congresso de Barcelona será a ICP, uma entidade pública e independente, criada pelo departamento de Catalunha, em 2007 com o objetivo de promover a cultura da paz na sociedade Catalã e em âmbito internacional, e fazer com que a Catalunha tenha um papel ativo como um agente de paz para o mundo.

Segundo o copresidente de IPB, Philip Jennings, a eleição de Barcelona como sede do congresso foi fácil “Barcelona é uma cidade de paz, uma das poucas no mundo, com um compromisso organizado e com recursos para promover e fazer campanhas pela paz, abriu seus braços ao IPB. A cidade e a região têm um papel ativo na preparação do congresso”, destaca.

A capital catalã também acolheu durante quatro anos um dos gabinetes descentralizadas do IPB, a partir daqui se dinamizou a campanha internacional pela redução dos gastos militares, a Global Campaign Military Spending (GCOMS).

O congresso de Barcelona pretende ser o maior encontro de ativistas pela paz este 2021, designado pelas Nações Unidas como o ano internacional da paz e da confiança.

Para mais informações pode entrar em contato com Arés Perceval (aperceval@ipb.org ou 609 881 571).

Se precisar de fotos, vídeos ou outros materiais, podem clicar neste link: https://trello.com/b/MPBI8oQZ/wpc2021


Traduzido do espanhol por Ivy Miravalles | Revisado por Tatiana Elizabeth