Pressenza New YorkInício: quarta-feira, 28 de abril de 2021 •20H • Moscou, São Petersburgo, Volgogrado (GMT+03:00)

Informações de Contato do Anfitrião: info@progressive.international

“Chernobyl está em todo lugar.” Em 1986, logo após o colapso nuclear no norte da RSS ucraniana, o filósofo Günther Anders ajustou o slogan anterior “Hiroshima está em todo lugar” para assinalar que todo o nosso planeta poderia ruir num instante, devido a devastação nuclear – seja no Japão, na Ucrânia ou nas Ilhas Marshall.

Passados 35 anos, comemoramos o aniversário de Chernobyl levantando a questão fundamental da era nuclear: estes desastres foram apenas “acidentes” ou foram preparados numa política nuclear que tentou traçar uma linha entre “utilização militar” e “utilização pacífica” da energia nuclear enquanto nos conduzia à aniquilação total do espaço e do tempo?

Neste episódio de The Internationalist, refletiremos sobre o aniversário da catástrofe de Chernobyl e sobre as suas consequências duradouras e consideraremos, de forma mais profunda, os significados político e ético da política nuclear na era das crises ecológicas sem fim.

Com:

    • Franco “Bifo” Berardi, filósofo e autor de The Second Coming
    • Kate Hudson, ativista Política, Campanha pelo Desarmamento Nuclear (CND).
    • Sabu Kohso, ativista e autor de Radiation and Revolution.
    • Ray Acheson, diretor de Reaching Critical Will e autor de Banning the Bomb, Smashing the Patriarchy
    • Srećko Horvat, filósofo, membro do Conselho da IP e autor de After the Apocalypse

O artigo original pode ser encontrado no website do nosso parceiro aqui


Traduzido do inglês para o português por Tamyres Andrade / Revisado por Felipe Balduino