Projeto em SP usa vídeo-cartas para debater e refletir sobre migrações

20.06.2019 - São Paulo, Brasil - MigraMundo

Projeto em SP usa vídeo-cartas para debater e refletir sobre migrações
Colagem produzida durante oficina do artista Paulo Zeminian, que divulga a oficina "Vídeo-cartas: conexões migrantes" (Crédito da Imagem: Valquíria Lage/Migramundo)

Por Rodrigo Borges Delfim

“Video-cartas: conexões migrantes” acontece às sextas-feiras até 5 de julho no Sesc Carmo, no centro de São Paulo

Unir a tecnologia do audiovisual com o caráter lúdico das cartas para debater e abordar experiências da migração. Esse é o objetivo da série de oficinas “Vídeo-cartas: conexões migrantes”, que está em curso no Sesc Carmo, em São Paulo.

Com encontros gratuitos e semanais às sextas-feiras – as atividades começaram no dia 7 de junho e vão até 5 de julho – o projeto é tocado por três oficineiros: Karina Quintanilha e Daniel Perseguim (Brasil) e Juan Cusicanki (Bolívia). Todos eles são integrantes do grupo de pesquisa Colabor-USP, responsável pelo Fórum Internacional Fontié ki Kwaze – Fronteiras Cruzadas, realizado em 2017 e 2018 na USP.

“Por meio de textos, áudios e vídeos, famílias se reorganizam, se cuidam, trocam afetos, enviam remessas (em geral em forma de ajuda financeira para a família), mantém contato com pessoas próximas para acompanhar a situação do país de origem, conseguem traduzir línguas, enfim, são inúmeros os relatos das formas que migrantes buscam resistir às pressões que levam aos deslocamentos em massa”, explica a oficineira Karina Quintanilha, advogada de formação e coordenadora de projetos culturais.

São essas diversas formas de comunicação que a atividade pretende unir ao longo das oficinas. A próxima acontece neste sexta (21), das 17h30 às 20h, e está com inscrições abertas pelo email cursos@carmo.sescsp.org.br

No último encontro, marcado para 5 de julho, será realizada uma mostra das vídeo-cartas produzidas ao longo das oficinas anteriores.

“Encontramos uma linguagem que também tem se manifestado ao menos desde a década de 80 por meio de artistas que contestavam o circuito de artes da época e abriam novas possibilidades e usos da arte para a sociedade”, completa a pesquisadora.

Para Cusicanki, que também integra outros coletivos culturais dedicados a promover expressões dos migrantes, a série de oficinas é mais uma forma de aproximação entre brasileiros e migrantes, aproveitando a história de formação de São Paulo. “Imigrantes e migrantes, acredito que a grande maioria em São Paulo tem uma historia de migração. Vejo a arte como um veículo de trabalho recíproco [para conectar e contar essas histórias]”.

A expectativa é que o projeto, ao seu final, possa gerar novos processos colaborativos entre os participantes e que possa ser reproduzido em outros espaços.

Vídeo-cartas: conexões migrantes

  • Quando? de 7 de junho a 5 de julho, das 17h30 às 20h
  • Onde? Sala de Oficinas 2 do Sesc Carmo, próximo ao metrô Sé
  • Quanto? Gratuito
  • Como? Inscrições pelo e-mail cursos@carmo.sescsp.org.br
Categorias: Ámérica do Sul, Cultura e Mídia, Diversidade, Migrantes, Nota de imprensa
Tags: , , , , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.