Chega ao fim a primeira marcha Sul-Americana pela Paz e a não Violência

19.10.2018 - Redação São Paulo

This post is also available in: Francês

Chega ao fim a primeira marcha Sul-Americana pela Paz e a não Violência

No dia 13 de outubro, com três eventos ao ar livre, pintando pela paz e a não violência, em uma quinta normal, uma marcha na Alameda e o ato de encerração em frente ao museu de Arte Contemporânea da Cidade de Santiago do Chile, se findará a primeira marcha sul-americana pela paz e a não violência, que se iniciou no dia 16 de setembro na Venezuela.

Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela foram os protagonistas deste evento que congregou milhares de pessoas de diferentes cidades da América do Sul, debaixo da coordenação de Sonia Venegas Paz e da Associação Mundo sem Guerras e Sem Violência do Equador. 

Durante vinte e oito dias organismos governamentais, universidades, unidades de educação, movimentos sociais, forças armadas, associações artísticas, instituições privadas e meios de comunicação de doze países se uniram em uma só voz para promover uma cultura de Paz e Não Violência em todos os setores da sociedade e sobretudo, para difundir os pontos da Marcha: o desarme progressivo e total, a renúncia a guerra como forma de resolver conflitos; a livre circulação de cidadãos pela América Latina, a promoção de uma educação sob a metodologia da não violência, rechaçar toda forma de violência que seja de gênero, física, verbal, psicológica, econômica, étnico ou racial, religiosa e a resolução de conflitos históricos em uma forma não violenta.

Categorias: Ámérica do Sul, Humanismo e Espiritualidade
Tags:

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.