Atos em 18/03 no Brasil contra o Golpe em defesa da Democracia. Participa e entenda o que está em jogo.

17.03.2016 - Paulo Genovese

Atos em 18/03 no Brasil contra o Golpe em defesa da Democracia. Participa e entenda o que está em jogo.
(Crédito da Imagem: reprodução Facebook https://www.facebook.com/events/203526926670214/)

Inúmeros movimentos sociais, sindicatos, coletivos de mídia e de todo o tipo estão chamando a população para ir para a rua participar de Atos em defesa da Democracia e contra o golpe. Golpe em ritmo acelerado para derrubar a presidente Dilma, eleita democraticamente para o segundo mandato.

No final do texto colocamos os locais e horário das manifestações.

Falamos em Golpe porque há uma ação articulada entre o grupo que perdeu a eleição presidencial, a mídia corporativa, juízes (inclusive do Supremo Tribunal Federal), agitadores organizados nas redes sociais financiados por instituições dos EUA, políticos de todos os partidos que estão cada vez mais perto de serem condenados por corrupção e, como sempre, grandes corporações nacionais e transacionais que querem se apropriar das propriedades do Estado (o pré-sal, as estatais, etc.) e ter campo livre para aprovar uma série de medidas de redução de direitos trabalhistas e sociais.

A sociedade brasileira está muito dividida. Por um lado aconteceram grandes manifestações contra o governo no último dia 13 com a justificativa de estarem contra a corrupção e a ineficiência. A maioria dos manifestante era da chamada classe média ou alta. Do outro lado, muitos mais percebem que há uma ação articulada repleta de mentiras para derrubar o governo e garantir um retrocesso. Que a suposta batalha contra a corrupção e a ineficiência é falsa porque metade dos políticos está sendo protegida pela mídia e pela justiça.

Uma grande preocupação é que os casos de agressão a pessoas que não querem a derrubada de Dilma está aumentando. Não apenas nas manifestações mas no dia a dia.

Também se vê juízes, que precisam ser imparciais para ocuparem o cargo, promovendo ações e campanhas anti governo sempre acompanhadas do mais absoluto silêncio com relação aos enormes desvios dos partidos de oposição. O mais recente abuso foi um juiz de instância inferior tentar impedir a posse de Lula como ministro de estado, portanto sujeito a instâncias superiores. Vale tudo para posar de justiceiro e a mídia favorece amplamente os “momentos celebridade” de juízes, promotores e policiais.

A mídia corporativa, especialmente a rede Globo mostra a cara do golpe, insuflando o ódio e a indignação por meio das informações vazadas seletivamente pela operação Lava Jato que investiga corrupção na Petrobrás por parte de políticos e grandes empresas. É completamente desproporcional o tempo dedicado a escândalos, reais ou meras suposições, sempre que envolvam o PT e o pouco ou nenhum tempo dedicado aos que envolvem os políticos serviçais.

Não há nada de novo nisto, a própria Globo reconheceu que apoiou o golpe que instaurou a última ditadura no Brasil.

Ontem o juiz encarregado da Lava Jato liberou um áudio captado ilegalmente de um telefonema da própria presidente com seu agora ministro Lula.

A mais alta instância da justiça, o Supremo Tribunal Federal, fica em silêncio e faz quer não vê os abusos desta operação e da mídia.

O maior exemplo foi a condução coercitiva para que Lula fizesse um depoimento. Ilegal. Porque a lei prevê que para levar alguém sob condução coercitiva, a pessoa tem que ter rejeitado uma convocação. E não foi o que caso do ex-presidente.

Há uma insegurança crescente no país. Se até pessoas muito conhecidas estão sofrendo atos arbitrários, o cidadão comum pode ser alvo de qualquer desvairado com uniforme policial, paleto de promotor ou procurador ou toga de juiz.

Hoje a comissão de deputados que vai analisar o impeachment de Dilma foi montada e os trabalhos serão iniciados. Será um processo longo que irá da Câmara para o Senado, que pode ou não concordar com a conclusão da Câmara e dar andamento ao processo. O Senado terá a palavra final. Enquanto isto, a tendência é que o país entrará em marcha (mais) lenta e a energia e a expectativa de todos estará no desfecho deste processo.

Não há um fato real para o impeachment, mas este processo é antes de mais nada político. Um dos grandes motivos de Dilma ter chamado Lula para entrar no governo. Ninguém nega que ele tem uma capacidade de articulação política bem superior aos demais.

Dilma precisa de apoio contra o impeachment.

Como se diz, não existe almoço (e apoio político) grátis. E o Congresso que foi eleito tende a ser bastante conservador, anti-direitos e pró-mercado. Dilma terá que oferecer algo que eles querem. Ao mesmo tempo que precisa fazer gestos claros para atender o que os movimentos sociais querem, senão não terá seu apoio e não poderá recuperar o terreno perdido nos corações e mentes da população.

Paralelamente, a operação Lava Jato aliada da Mídia e de algumas grandes associações patronais, vai continuar criando factóides para ampliar o terreno que já conquistaram no imaginário da população especialmente classe média. Para que? Para que os políticos sintam que devem atender o clamor popular e votar pelo impeachment. A mídia corporativa somente mostra o clamor dos que atendem a seus interesses. Os indicadores serão as manifestações, daí a necessidade de muita gente para defender a Democracia.

A democracia é formal, é incipiente, mas infinitamente superior à experiência da ditadura, que é bastante recente, são muitos que estão vivos e podem dar seu testemunho dos horrores daquela época. A corrupção e ineficiência são irmãs siamesas dos governos da ditadura, mas se alguém abrisse a boca…

Com a economia em marcha lenta (ou marcha a ré, como o ano passado) é um péssimo momento para que a atividade social e econômica fique reduzida ao conflito político, pior ainda se passar a ser conflito social. Ou o governo federal toma medidas que rapidamente melhorem a economia ou mais pessoas vão continuar reprovando sua gestão.

Não há motivo para desespero, isto é o que a mídia corporativa e os atores golpistas querem.

Concordamos com Stedile, do MST, que afirma “a maioria da população é progressista, quer avanços”, quer melhorar de vida, superar as injustiças e viver em paz. São os inimigos do povo que dividem o país para conquistar mais espaço para seus interesses.

É um momento de ter sangue frio e procurar dentro de si a convicção de vêm do diálogo, da aceitação da luta contra ideias e não contra pessoas. Os atos violentos são muito propagados pela mídia para criar uma falsa percepção que a rejeição à presidenta é maior do que realmente é, e as pessoas passarem a acreditar que basta a Dilma sair para que o país melhore. A mídia corporativa não engana todo mundo, não tem o poder que alardeia que tem. Se tivesse, pra começo de conversa. o governo nem teria sido reeleito e as manifestações do ano passado não teriam ficado cada vez mais reduzidas ao longo do ano.

Vamos pra Rua! Defender a Democracia! Defender mais Direitos e Mais oportunidade para todos! Com a convicção que o valor central é o ser humano e não há força maior que a não violência e a compaixão. Que venham juntas para dar as boas vindas aos novos tempos.

Segue abaixo a programação dos Atos pela Democracia

Acre
Cidade: Rio Branco
18/03: 18h – Ato em frente ao Palácio

Cidade: Cruzeiro do Sul
18/03: 17h – Ato na Ponte da União

Alagoas:
Cidade: Maceió
18/03: 08h – Ato na praça do centenário

Amazonas
Cidade: Manaus
18/03- 16h – Largo São Sebastião
https://www.facebook.com/events/494477407408884/

Amapá
Cidade: Macapá
18/03 – 16h – Praça Veiga Cabral (Ao lado do Teatro das Bacabeiras)

Bahia
Cidade: Salvador
15 e 16/3: ato de panfletagem, lambe lambe e convocação para ato 18.
18/3- 15h: Ato Campo Grande – Castro Alves, todas as centrais, movimentos sociais e populares
https://www.facebook.com/events/1685335521729518/
Cidade: Vitória da Conquista
18/03 – 16h: Ato na praça Sá Barreto

Ceará
Cidade: Fortaleza
Vigília permanente na Sede do PT
Ocupação de espaços nas rádios e nas redes sociais
18/3 -14h- Concentração: Praça da Bandeira
Cidade: Sobral
18/03 – 08h – Praça de Cuba

Distrito Federal
Cidade: Brasília
18/03 -18h: Ato no museu da república
https://www.facebook.com/events/928230657290812/

Espírito Santo
Cidade: Vitória
18/03- 18h – Em frente a Rede Gazeta
https://www.facebook.com/events/573716846125342/

Goiás
Cidade: Goiânia
18/03 – 16h – Fac. Direito da UFG | Praça Universitária – Plenária ampliada de juristas, Igreja, intelectuais, movimentos sindicais e sociais.
18/03 – 18h – Praça Universitária

Maranhão
Cidade: São Luis
18/03- 15h – Praça Deorodo

Mato Grosso
Cidade: Cuiabá
18/03 – 17h: Ato na praça Alencastro
https://www.facebook.com/events/1676866062565597/

Mato Grosso do Sul
cidade: Campo Grande
18/03 – 16h – Avenida Afonso Pena

Minas Gerais
Cidade: Belo Horizonte
18/03 – 16h – Ato na Praça Afonso Arinos
https://www.facebook.com/events/506922826159996/
Cidade: Juiz de Fora
18/03 – 17h30: Ato na Praça da Estação
https://www.facebook.com/events/148275885563789/
Cidade: Uberlândia
18/03 – 18h: Praça Sérgio Pacheco
https://www.facebook.com/events/1066847106692593/

Pará
Cidade: Belém
18/03 – 16h – Ato na praça da república
Cidade: Marabá
18/03 – 08h – Entrada Marabá Pioneira

Paraíba:
Cidade: João Pessoa
18/03-14h – Ato na Lyceu Paraibano
Cidade: Campina Grande
18/03 – 15h – Praça Clementino Procopio
https://www.facebook.com/events/556738954493645/

Paraná
Cidade: Curitiba
18/3 – Café da Manhã na frente da Justiça Federal
18/3 – 18h: Ato na Praça Santos Andrade
https://www.facebook.com/events/246412339026908/

Pernambuco
Cidade: Recife
18/03 – 15h – Ato na Praça Derby
Cidade: Petrolina
18/03 – 15h – Av. Joaquim Nabuco – Centro
https://www.facebook.com/events/1703046639909835/
Cidade: Caruaru
18/03 – 15h – INSS

Piauí
Cidade: Teresina
18/03 – 16h – Praça Pedro II

Rio de Janeiro
Cidade: Rio de Janeiro
18/3: 15h – Tarde: Ato Cultural na Praça XV com vários Artistas
https://www.facebook.com/events/1024469247618545/

Rio Grande do Norte
Cidade: Natal
18/03- 15h: Shopping Midway
https://www.facebook.com/events/577683925727219/
Cidade: Mossoró
18/03 – 15h – Ato em frente a Igreja São Manoel

Rio Grande do Sul
Cidade: Porto Alegre
18/03 – 17h: Ato na Esquina democrática
https://www.facebook.com/events/606361602854774/

Cidade: Pelotas
18/03 – 17h: Esquina Democrática (Andrade Neves x Sete de Setembro)

Rondônia
Cidade: Porto Velho
18/03: 17h – José Amador dos Reis ao lado do 8° DP
https://www.facebook.com/events/658981287576695/
Cidade: Ji-Paraná
18/03: 15h – concentração na Praça Matriz
https://www.facebook.com/events/658981287576695/
Cidade: Guajará-Mirim
18/03: 18h – Praça Governador Jorge Teixeira
https://www.facebook.com/events/658981287576695/
Cidade: Ariquemes
18/03: 15h – praça da Republica
https://www.facebook.com/events/658981287576695/

São Paulo:
Cidade: São Paulo
18/03 – 16h: Concentração no vão livre do Masp, na avenida Paulista – São Paulo capital
https://www.facebook.com/events/909827309124576/

Santa Catarina
Cidade: Florianópolis
18/3 – 16h: Ato no TICEN (Centro de Florianópolis)
Cidade: Joinvile
18/03 – 18h – Praça da bandeira
Cidade: Chapecó
18/03 – 16H30 – Praça central

Segipe
Cidade: Aracaju
18/03-15h – Ato na Praça General Valadão

Tocantins
Cidade: Palmas
18/03-16h – Avenida JK (108 norte), ao lado do colégio São Francisco
Cidade: Araguarina
18/03 – 17h – Câmara de Vereadores

Mais informações neste link da Frente Brasil Popular

Categorias: Ámérica do Sul, Assuntos internacionais, Direitos Humanos, Humanismo e Espiritualidade, Não violência, Opinião, Política
Tags: , , , , , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.