Um Nobel pelas crianças

14.10.2014 - Gilberto Rodrigues

Um Nobel pelas crianças
(Crédito da Imagem: Kailash Satyarthi por Leandro Uchoas e Malala Yousafzai por Russell Watkins - Wikimedia Commons (montagem Pressenza))

O Prêmio Nobel da Paz de 2014 foi dedicado às crianças. Os contemplados diretos foram a paquistanesa Malala Youzafzai e o indiano Kailash Satyarthi. Mundialmente conhecida, Malala defende o direito das meninas à educação; Kailash combate há décadas o trabalho infantil na Índia.

O Nobel da Paz é o mais político dos Prêmios e pretende sempre mandar uma ou mais mensagens globais com sua escolha. Neste ano, tratou de vincular a paz à proteção das crianças, um tema chave para as políticas de desenvolvimento e para a política global da igualdade de gênero e dos direitos humanos.

Contemplar no mesmo prêmio dois países rivais e vizinhos, India e Paquistão, sinaliza pressionar sem discriminação duas culturas e religiões, a hindu e a muçulmana, a abandonar práticas que impedem o desenvolvimento integral das crianças.

No caso de Malala, há outros componentes políticos em jogo. Quando tinha 15 anos, a menina foi vítima de um atentado desferido pelo Talibã, quando ia para a escola. Esse grupo radical islâmico entende que as meninas não devem estudar, não devem sair de casa. Malala sobreviveu, foi salva, e apesar das seqüelas físicas, radicou-se no Reino Unido e tornou-se uma ativista internacional do direito à educação das meninas.

Sua militância corajosa não está isenta de críticas. Em seu país, há os que a acusem de traidora dos valores islâmicos; analistas mais isentos também criticam o fato de que o caso de Malala foi apropriado por ONGs de Direitos Humanos que atuam pela “ocidentalização” do Oriente Médio e do Mundo Islâmico.

Vale destacar que essa edição do Prêmio é importante por outra mensagem: a paz não se materializa e se sustenta apenas pela ausência de guerra, pelo fim dos conflitos e pelos acordos de paz. A construção da paz está intimamente vinculada ao acesso à educação igualitária.

Categorias: Asia, Direitos Humanos, Internacional, Paz e Desarmamento
Tags: , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.