Chamado à cúpula do G77

29.05.2014 - Redacción Ecuador

This post is also available in: Espanhol

Chamado à cúpula do G77

Pressenza lançou, junto com redes e pessoas de todo o continente, o “Chamado à Cúpula do G77” a partir da plataforma do Fórum de Comunicação para a Integração de Nossa América, . Convidamos nossos colaboradores, assinantes e leitores para apoiar esta iniciativa aderindo com sua assinatura no link http://integracion-lac.info/llamado-g77

Desde América Latina e Caribe, declarada pela CELAC como Zona de Paz, saudamos a Cúpula do Grupo dos 77 mais China [G77+China], que será realizada em Santa Cruz, Bolívia, nos dias 13 e 14 de junho, ao cumprir 50 anos em defesa dos interesses dos países do Sul global, ao mesmo tempo que fazemos um chamado para que os acordos deste conclave estabeleçam um firme compromisso com a paz mundial, a cooperação e o respeito mútuo entre povos, culturas e países.

Identificamo-nos com os processos de integração de Nossa América e, em particular, com o compromisso da Comunidade de Estados Latino Americanos e Caribenhos – CELAC – para que a região se consolide como Zona de Paz. Assumimos como nosso “o compromisso dos povos de América Latina e Caribe de fomentar as relações de amizade e de cooperação entre si e com outras nações, independentemente das diferenças existentes entre seus sistemas políticos, econômicos e sociais, ou seus níveis de desenvolvimento; de praticar a tolerância e conviver em paz como bons vizinhos”, com assinala a Proclama de América Latina e o Caribe como Zona de Paz.

Pelo mesmo, chamamos ao G77+China a se fazer eco deste compromisso no plano das relações mundiais.

Além do temário específico da cúpula, entendemos que a paz é uma condição e um princípio que sustenta toda a agenda que tratará o G77+China. Entre outros, apelamos a que seja afirmado nesta Cúpula:

– o compromisso, seguindo o exemplo da CELAC, de impulsionar ativamente a resolução pacífica entre nações, pela via do diálogo e da negociação ou outras formas de solução, e em plena concordância com o Direito Internacional:

– a decisão de fomentar o desarmamento nuclear e a eliminação do uso de outras armas que afetam de maneira indiscriminada a população civil, como as minas terrestres e os ataques com drones; avançar no processo de redução das armas convencionais e evitar inúteis corridas armamentistas, e o compromisso de apoiar uma progressiva desmilitarização:

– uma vontade comum para impedir que as grandes potências desenvolvam seus enfrentamentos no terreno de terceiros países, com está acontecendo na Síria, ou que ameaça acontecer no Irã; assim como para defender a inviolabilidade territorial e exigir a retirada de tropas estrangeiras de todo solo ocupado;

– o impulso da proposta de elaborar um pacto mundial para a proibição da ciberguerra e das ciberarmas;

– uma rejeição contundente à ciberespionagem e acordos para desenvolver sistemas seguros e descentralizados na internet, com plenas garantias dos direitos cidadãos;

– compromissos claros para acelerar a adoção de acordos mundiais vinculantes para salvar nosso planeta da ameaça da mudança climática e da catástrofe ambiental;

– o compromisso de apoiar os esforços para superar o colonialismo no mundo;

– a rejeição firme às tentativas de ingerência externa, destinadas a desestabilizar os processos de mudança que estão sendo construídos na nossa região, e de minar a credibilidade e avanço dos processos de integração.

Por nossa parte, como meios de comunicação, organizações sociais e cidadãs, jornalistas e comunicadores/as, ativistas, acadêmicos/as e demais cidadãos/as, comprometemo-nos a seguir impulsionando a integração em nossa região, assim como a paz e a convivência harmônica no mundo.

Primeiras assinaturas:

Adolfo Pérez Esquivel, Premio Nobel da Paz
Agencia Latinoamericana de Información -ALAI
AlbaTV
Articulación Continental de Movimientos Sociales hacia el ALBA
Asociación Latinoamericana de Educación Radiofónica -ALER
Fundación para la Integración Latinoamericana – FILA
Jubileo Sur/Américas
Observatorio Latinoamericano de Geopolítica
Pressenza – Agencia de Noticias de paz y no-violencia
Question
SIGNIS ALC
Radio la Voz Indígena de Tartagal, Argentina.
Radio Bambú. Beni-Bolivia.
Red de Noticias de la Amazonía. Brasil.
Colombia Informa
Periódico Desdeabajo, Colombia
Revista Punto Final, Chile
Centro Memorial Martín Luther King, Cuba
CORAPE, Ecuador
Radio Huayacocotla. México.
Radio Seybo. República Dominicana.
Radio Veraguas. Panamá.
Radio Temblor. Panamá.
Chami Radio. La Libertad-Perú.
Mónica Bruckmann, Perú
Ana Esther Ceceña, México
Adalid Contreras Baspineiro, Bolivia/Ecuador
Alejandro Dausá, Bolivia
Irene León, Ecuador
Tito Leyva, Nicaragua
Oscar Ugarteche, Perú/México
Raúl Zibechi, Uruguay
Efren Osorio-Fundación Moebius-Chile
Mario Aguilar Arévalo – Dirigente Nacional Colegio de Profesores de Chiles
Juan Enrique Prieto Urzúa- Abogado Humanista
Francisca Montecino Mack – Diseñadora textil
Banana Link, Gran Betana
Víctor Ariel Bárcenas Delgado, México
Jorge Bermudez-Martinez, Perú
Sally Burch, Ecuador
Maria Isabel Canedo Calderón, Bolivia
Centro de Desarrollo Ambiental y Humano CENDAH, Panamá
Ricardo Corrales Sáenz, Costa Rica
Alejandro Dausá, Bolivia
Gervasio Espinosa, Argentina-Uruguay
Tania Jamardo Faillace, Brasil
Instituto Imersão Latina Imel, Brasil
Ivira Ingeniería Social, Bolivia
Mesa de Trabajo sobre Migraciones Laborales MTML, Ecuador
Harald Neuber, Alemania
Maria Bertha Peroni, Paraguay
Plataforma Interamericana de Derechos Humanos, Democracia y Desarrollo PIDHDD Regional, Ecuador
Red Regional de Justicia y Paz RedPaz, Guatemala
Red Mujeres Transformando la Economia, Ecuador REMTE Ecuador,
José Manuel Rojas Delgadillo, Bolivia
TEKO GUARANI TEKO, BOLIVIA
Jacobo Vargas Foronda, Guatemala
Guido Vega Marquez, Bolivia
Tradução: Ernesto Kramer
Categorias: Internacional, Paz e Desarmamento
Tags: , , , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.