Será o Humanismo também uma expressão do Sagrado?

23.04.2013 - Redação São Paulo

Será o Humanismo também uma expressão do Sagrado?
(Crédito da Imagem: Foto: Pressenza)

Estudo sobre Humanismo como expressão do Sagrado será apresentado no Brasil e em Moçambique em 27 e 30 de abril. Javier Tolcachier, humanista e Mestre da Escola de Silo, teve sua última monografia Humanismo como expressão do Sagrado traduzida ao português.

A fim de desenvolver o tema, o autor faz um  Estudo sobre a Consciência Inspirada no Humanismo do Renascimento. Tolcachier nos comenta outro dos grandes interesses que o motivam: dar indícios que apontam para a revolucionária concepção psicológica de Silo. É nos ensinamentos deste guia dos novos tempos – em particular em sua obra “Apontamentos de Psicologia” – nos que se fundamenta, de maneira extraordinária, a possibilidade humana de aceder a estruturas de consciência inspirada, que permitem localizar uma experiência de sentido que transcende o evidente absurdo da temporalidade limitada ao aparente.

A investigação de Tolcachier está incluída na coleção “A consciência inspirada na Filosofia, a Mística, a Arte e a Ciência”, publicada por Editorial Hypatia. Este importante esforço editorial recolhe estudos realizados sobre o tópico em diferentes culturas e momentos históricos.

Entre os trabalhos inseridos em seu primeiro volume, encontra-se “A consciência inspirada no chamanismo buriato-mongol e o budismo tibetano em Buryatia e Mongolia” de Hugo Novotny, pesquisador do Parque de Estudos Carcaraña, que morou por vários anos em Moscou, impulsionando o conhecimento da obra de Silo no âmbito acadêmico russo. A segunda monografia exposta é o estudo de Pía Figueroa, atualmente diretora da Pressenza, a respeito de “Referências à consciência inspirada em Platão”. Finalizando o primeiro volume, abre-se para nós a possibilidade de nos aproximarmos às “Quatro vias de predisposição à adivinhação, na Mesopotâmia no mundo helenístico”, a cargo de Claudie Baudoin, diretora da editorial francesa References.

Integrando o segundo volume da coleção, junto à monografia sobre o Humanismo como expressão do Sagrado, se encontram os trabalhos de Federico Palumbo, cineasta italiano radicado em Buenos Aires, sobre “A inspiração no surrealismo” e a incursão de Alain Ducq – do Parque de Estudos e Reflexão A Belle Idée nas proximidades de Paris – nas profundidades de uma das principais variantes da mística islâmica, em sua obra “A via devocional do sufismo no Iraque do século VIII ao IX”.

A série de apresentações da monografia, que procura se conectar com a espiritualidade inspirada dos humanistas do Renascimento, começou em Novembro próximo passado em Buenos Aires, em decorrência do III Simpósio Internacional do Centro Mundial de Estudos Humanistas “Um novo Humanismo para uma nova civilização.”

Recentemente, através do paciente trabalho de Cristina Obredor e Andre Nicolai Obredor Marcianesi, o estudo foi traduzido à língua portuguesa. Este fato motivou a possibilidade de levar a reflexão para regiões lusófonas

O ciclo continuará no próximo sábado 27 de Abril em Brasil, com uma nova apresentação no âmbito do Parque de Estudo e Reflexão Caucaia, em Cotia, localidade próxima a São Paulo.

Três dias depois, já está previsto dar a conhecer o trabalho em Moçambique. Nessa oportunidade, a sede será a Associação Moçambicana de Fotografia, no marco do lançamento da semana de eventos que concluirá em 4 de Maio com a inauguração do primeiro Parque de Estudo e Reflexão da África em Marracuene, situado a uns 30 km. da cidade de Maputo.

Estes Parques de Estudo e Reflexão, que ativistas inspirados pelo siloismo erguem em meia centena de lugares nos pontos mais diversos do globo, são lugares de encontro, de aprofundamento, de reconciliação com os demais e consigo mesmo. São âmbitos míticos onde pode ser vislumbrado o nascimento de um novo Ser Humano, essencialmente solidário e não violento. São lugares onde qualquer pessoa pode chegar para se inspirar e inspirar a outros em suas atividades cotidianas ou em encontros, retiros, seminários, Ofícios, etc.

O estudo que será apresentado tem sua origem precisamente em um desses espaços de contato com o Profundo da mente humana, o Parque Paravachasca, situado nas serras da cidade de Córdoba, na austral Argentina.

O mundo precisa do humanismo, nós estamos necessitados de humanismo. Embora sendo um fenômeno contemporâneo e ainda mais do futuro do que presente, vale a pena submergir por umas horas nos meandros de seus antecedentes, na mística renascentista. Desta maneira cada um poderá se aproximar daquela verdade expressada por Silo que, para indicar a continuidade da dinâmica histórica de nossa espécie, nos dizia: “os pais de teus pais continuam-se em ti…”.

O trabalho completo pode ser baixado de

http://www.parqueparavachasca.org/monografias/ElHumanismocomoexpresiondeloSagrado.pdf  ( em espanhol), ou http://www.parqueparavachasca.org/monografias/OHumanismocomoexpress%C3%A3odoSagrado_final.pdf (em português).

Mais Informações

Parque Caucaia http://www.parquecaucaia.org.br

Parque Marracuene em http://www.facebook.com/parquemarracuene

 

Categorias: Ámérica do Sul, Assuntos internacionais, Humanismo e Espiritualidade, Internacional

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

Dia da Não Violência

Dia da Não Violência

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.