Artistas pernambucanos se mobilizam contra a instalação de usinas nucleares

22.03.2013 - Paulo Genovese

Artistas pernambucanos se mobilizam contra a instalação de usinas nucleares
(Crédito da Imagem: http://bit.ly/104CKPC)

Diante da possibilidade de se instalar uma usina nuclear no nordeste brasileiro, mais especificamente no estado de Pernambuco, a sociedade está se mobilizando para exigir participação democrática e redefinir a questão. Pressenza já noticiou a criação da Articulação AntiNuclear e agora publicamos a opinião de artistas:

Manifesto dos artistas pernambucanos contra a instalação de usinas nucleares

Nós artistas, mas antes de tudo cidadãos e cidadãs, acreditamos que a arte não pode estar descolada da realidade. Os problemas sociais, ambientais, políticos e econômicos, constantemente nos desafiam a pensar e agir como indivíduos inseridos no ambiente e reagindo a ele.  Portanto desejamos através desta ação coletiva colaborar com a reflexão, discussão e desenvolvimento da consciência sobre os problemas e riscos desta política de energia em andamento. Por isso, faremos o esforço necessário para que não sejam instaladas usinas nucleares em nosso País, sem a ampla discussão sobre os reais impactos ambientais, sociais e econômicos que a instalação de tais usinas causariam em Pernambuco, no Nordeste e no Brasil. Somos contra a instalação das usinas e queremos abrir o debate expressando os motivos da nossa opinião através deste manifesto.

A partir da tomada de uma maior consciência dos problemas da opção nuclear com o acidente ocorrido em Fukushima, no Japão, em 11 de março de 2011, consideramos que:

– o Brasil não precisa de usinas nucleares para atender as suas necessidades de energia elétrica;

– possuímos outras alternativas mais limpas e seguras para produzir energia elétrica, sem correr os riscos que oferecem as usinas nucleares, e em particular, o Nordeste brasileiro é abundante em fontes de energia como o Sol e o vento;

– a instalação de usinas nucleares utilizando as águas do Rio São Francisco seria mais um descalabro ao povo sertanejo;

– ninguém tem o direito de impor aos brasileiros esses riscos e as consequências de possíveis acidentes nucleares;

– ninguém tem o direito de deixar para as gerações futuras o pesadelo do lixo nuclear, que continua radioativo por milhares de anos.

– a decisão de construir usinas nucleares no Brasil foi antidemocrática. A população em geral e os vizinhos dos reatores em particular,  não tiveram oportunidade de manifestar-se.

Recife, 11 de março de 2013
Mais informações no site da articulação http://www.brasilantinuclear.ning.com/ e da coalização http://www.brasilcontrausinanuclear.com.br
Categorias: Ámérica do Sul, Direitos Humanos, Ecologia e Meio Ambiente, Internacional

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.