Campanha defende Escola que governo quer demolir devido à Copa Rio 2014

11.11.2012 - Paulo Genovese

Campanha defende Escola que governo quer demolir devido à Copa Rio 2014

Para sediar a Copa em 2014 e a Olimpíada em 2016 o governo do Rio de Janeiro está literalmente pondo abaixo vários prédios e instalações públicas que são utilizadas pela população, sem oferecer nenhuma alternativa. A seguir publicamos a Campanha em defesa da Escola Municipal Friedenreich que será demolida para construção de uma quadra, de acordo a mais recente justificativa do governo. Esta Escola é uma das dez melhores na avaliação pública e, mesmo que não fosse, trata-se de um evidente descaso com a educação pública onde a regra é escolas com salas hiperlotadas, instalações precárias e grande ausência de vagas nos níveis secundário e superior.

Esta campanha do laboratório social Meu Rio é de pressão popular para reverter esta decisão autoritária envolve também um abaixo-assinado que pode ser feito on-line, seu link está no texto abaixo e continua a coleta de assinaturas.

Amigo do Rio,
Esta semana, recebemos um pedido muito especial, que fazemos questão de enviar para todos vocês:
“Meu nome é Beatriz Ehlers, tenho onze anos, e quando crescer eu quero ser arquiteta. Eu estudo na Escola Municipal Friedenreich, que é a quarta melhor escola do Rio. Mas o Governo quer demolir ela e construir uma quadra para o Maracanã. Eu amo a minha escola e todos os alunos, professores e pais também amam ela! Foi aqui que eu aprendi a ler, escrever, usar computador, filmar e editar vídeos e principalmente a respeitar as outras pessoas. Nossa escola é diferente, é um exemplo! Nós pedimos a todos os cariocas e todas as escolas do Rio que assinem a carta de apoio e nos ajudem a impedir que a nossa escola seja demolida. Meus pais, eu e outros alunos vamos entregar essa carta para o governo do Rio durante uma audiência no dia 08 de Novembro:
Conversando com os pais da Bia, descobrimos que ela é uma das melhores alunas da Escola Municipal Friedenreich. Infelizmente o Governo planeja botar a escola da Bia abaixo, interrompendo um projeto pedagógico que vem sendo aprimorado há mais de 20 anos, e erguer uma quadra antes de entregar o complexo Maracanã para ser administrado pela iniciativa privada.
Felizmente, ainda dá tempo de alterar o edital de concessão do Maracanã e evitar que a escola seja demolida. Para isso, precisamos convencer o Secretário da Casa Civil, Regis Fichtner, a fazer as mudanças. Não será tarefa fácil, mas com organização e participação de milhares de cariocas, vamos conseguir: a nosso favor, temos o fato da Secretária Municipal de Educação já ter declarado publicamente que é completamente contra a demolição da escola. Além disso, muitos se opõem ao bota-abaixo porque a escola foi recentemente reformada, a um custo de mais de 270 mil reais.
Fichtner estará presente em uma audiência pública no dia 8 de novembro, justamente para discutir a política de concessão do Maracanã. Os alunos, pais e professores da Escola Municipal Friedenreich estarão presentes. Eles estão muito unidos, mas ainda estão desamparados e precisam de toda a ajuda dos cariocas. Não vamos deixar que eles entrem nessa audiência pública sozinhos! Pra juntar a sua voz à deles, assine a carta de apoio através do link abaixo:
Por um Rio de Janeiro cada vez mais lindo (e bem-educado),
Beatriz, João, Dani, Rafael, Alessandra e toda a equipe do Meu Rio
p.s: antes de conhecermos a Bia, a história da escola já havia sido enviada pra nossa equipe por uma mãe de aluno, Márcia Fernandes. Ela nos contou que justificativas diferentes já foram dadas para a demolição: primeiro, era para construir um estacionamento, agora é para as quadras. Márcia já resiste à demolição há dois anos, e não vai parar agora. Junte-se a ela aqui: http://meurio.org.br/assine_embaixo/escola-nao-se-destroi

 

 

Categorias: Ámérica do Sul, Direitos Humanos, Educação

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.