Três humanistas mortos na Costa do Marfim

25.03.2011 - Abidjan - Pía Figueroa

A estratégia dos Humanistas nesse país tem sido não confrontar nem se expôr nos conflitos, considerando a situação extremamente violenta que está se desenvolvendo.

Os ataques das forças militares e dos grupos armados leais ao ex-presidente que não renuncia ao poder tornou-se extremo nos últimos dias, alcançando um número cada vez maior de distritos.

Os bancos, assim como o comércio, permanecem fechados, de modo que a população não pode retirar seu dinheiro nem ter acesso a alimentos.

Apesar de ter-se mantido a calma, os conflitos já tiraram a vida de pelo menos três Humanistas.

Categorias: Africa, Internacional, Política

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.