Pressenza lança via YouTube o seu documentário “O início do fim das armas nucleares”

06.07.2020 - Londres, Reino Unido - Pressenza IPA

This post is also available in: Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Alemão, Catalão, Grego

Pressenza lança via YouTube o seu documentário “O início do fim das armas nucleares”
  • O lançamento coincide com o terceiro aniversário da data em que as Nações Unidas acordaram o texto do Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares (TNP)
  • O documentário está disponível em 10 línguas.
  • São necessários mais 12 países para ratificar o TPAN a fim de que este entre em vigor.

“A 7 de Julho de 2017, 122 países votaram a favor do Tratado de Proibição de Armas Nucleares. Os países que não possuem armas nucleares, mas vivem sob a ameaça das mesmas, votaram a favor da proibição. Sem o conhecimento da maioria dos seus cidadãos, os governos das potências nucleares do mundo não votaram, e mesmo assim a proibição foi para a frente. Algo de novo está a acontecer”.

Assim começa o documentário de 56 minutos que traça a história da era nuclear, desde os primeiros testes no deserto do Nevada até 7 de Julho de 2017, quando o texto do TNP foi adotado.

Através dos testemunhos de 14 ativistas da sociedade civil, políticos e diplomatas, alguns dos quais foram absolutamente fundamentais para dar vida ao tratado, juntamente com material fotográfico e vídeo oferecido por dezenas de artistas de todo o mundo, não só se destaca e reitera a necessidade de eliminar as armas nucleares como uma ameaça à sobrevivência humana de hoje, como também se explica um caminho para que qualquer pessoa se envolva e faça a sua parte para ajudar a eliminar as armas nucleares.

“Se tiveres uma conta bancária, podes fazer algo em relação às armas nucleares”, disse Susi Snyder da Campanha “Don’t Bank on the Bomb Campaign”, que está a pressionar as instituições financeiras para se livrarem das armas nucleares.

O realizador Alvaro Orús e o produtor Tony Robinson trabalharam juntos durante quase um ano para gravar entrevistas em Madrid, Nova Iorque, Toronto, Utrecht e Genebra para que o documentário pudesse ajudar a sensibilizar para o Tratado de Não-Proliferação Nuclear, especialmente nos países da NATO cujos governos se opõem fortemente à eliminação das armas nucleares, mas também nos Estados não dotados de armas nucleares cujas ratificações serão cruciais para a rápida entrada em vigor do tratado.  O tratado conta atualmente com 81 signatários e 38 ratificações.

O Tratado irá mudar o panorama no que se refere às discussões sobre segurança em matéria de armas nucleares.

Tony Robinson afirmou: “Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido – estão satisfeitos por permanecerem na velha e paralisada arquitetura do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, porque têm sido capazes de o utilizar para justificar a sua falta de medidas concretas para o desarmamento nuclear multilateral desde 1970.  Ano após ano os Estados referem-se ao TNP como a pedra angular que devera sustentar todas as discussões sobre desarmamento nuclear. Por outro lado este tratado consagra o “direito inalienável” das nações de desenvolverem tecnologia nuclear para meios pacíficos, como a energia nuclear, o que é francamente absurdo dados os custos e riscos envolvidos.

“O TNP é uma evolução do direito internacional, que torna as armas nucleares ilegais para todos, e não apenas para alguns”, acrescentou ele.

Como Beatrice Fihn, diretora executiva da Campanha Internacional para a Abolição das Armas Nucleares, ICAN, Prémio Nobel da Paz, tão eloquentemente afirma no filme: “Não se pode ter uma lei do apartheid que trate as pessoas ou os países de forma diferente.  É preciso ter as mesmas regras para todos, caso contrário é incoerente e não vai funcionar.

O ano 2020 marca o 75º aniversário das bombas lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki.

Qualquer pessoa que deseje ver este premiado filme online não o pode fazer a partir dos vários canais de Pressenza no YouTube.  Os links para as versões nas diferentes línguas encontram-se abaixo.

Os links também podem ser encontrados no website do filme: www.theendofnuclearweapons.com

A banda sonora especialmente escrita e gravada para o filme por David Bazo está também disponível online.

Para quaisquer questões, contactar: Tony Robinson tony.robinson@pressenza.com

Inglês: https://youtu.be/qzWyYuYLxlM
Catalão: https://youtu.be/yy0xqiXQk8o
Tcheco: https://youtu.be/fHXM9wyKMmU
Francês: https://youtu.be/M7ghPHSW7R8
Alemão: https://youtu.be/JKx-AAaMay0
Grego: https://youtu.be/CfmyHAE3Z10
Italiano: https://youtu.be/Z0Rg1UJ3xpg
Japonês: https://youtu.be/u64k53JeEHM
Português: https://youtu.be/i0F2L5JDoak
Espanhol: https://youtu.be/inaJXv4PWoU
Sueco: https://youtu.be/smG01UvlAGM

Categorias: Cultura e Mídia, Internacional, Paz e Desarmamento
Tags: , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

Dia da Não Violência

Dia da Não Violência

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.